Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Sangria motorizada

Em duas ocasiões, escrevi aqui que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, é o maior vendedor de carros do mundo e atua (ainda que não propositadamente) a serviço das montadoras

05/08/2013 às 11:00

Em duas ocasiões, escrevi aqui que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, é o maior vendedor de carros do mundo e atua (ainda que não propositadamente) a serviço das montadoras. Essa história de diminuir o Imposto sobre Produtos Industrializados e prorrogar por várias vezes o benefício, fazendo o anúncio sempre às vésperas do prazo fatal, só serviu, nos últimos anos, para turbinar as vendas das fábricas e, consequentemente, reduzir as já minguadas finanças dos municípios, que dependem dos repasses do IPI. Agora, vejo no “Automotive Business”, veiculo especializado, a nota que machuca o coração de quem é nacionalista:

“Após substancial queda em 2012, as remessas de lucros das montadoras do Brasil para suas matrizes no exterior voltaram a crescer. O avanço foi de 86% na comparação semestre contra semestre, de US$ 845 milhões para US$ 1,57 bilhão, segundo dados divulgados pelo Banco Central nesta semana. Com esse valor, os fabricantes de veículos ocupam no período a segunda colocação entre os setores econômicos no País que mais pagaram dividendos às empresas controladoras estrangeiras. Fica atrás somente do setor de bebidas, mas por pouco, com diferença a menor de US$ 203 milhões”. Amigos, estamos falando de mais de 3 bilhões de reais enviados para as matrizes no exterior. Em apenas um semestre. Mas, se você acha muito, saiba que, segundo o mesmo veículo especializado, “de acordo com os dados registrados pelo BC, em 2011 o setor automotivo foi o campeão em envio de lucros às matrizes, totalizando US$ 5,6 bilhões. A cifra caiu para menos da metade em 2012, somando US$ 2,44 bilhões, mas ainda assim as montadoras ficaram em segundo lugar entre os setores que mais remeteram dividendos ao exterior no ano passado”.

Claro que existem variações na cotação do dólar, que refletem nos valores, também é verdade que parte do dinheiro volta às subsidiárias como investimentos, mas, convenhamos, é muito dinheiro. Quem trabalha, gera emprego, investe, deve lucrar; no entanto, incentivar a fabricação de mais veículos para por em ruas que já não existem, sem a contrapartida de impostos para investimento no transporte público, é de doer. Ah, é preciso dizer que, vez por outra, quando essas gigantes da indústria automobilística resolvem investir aqui buscam o dinheiro no nosso BNDES. Com juros amigos, claro...

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    😷 Apesar da queda, dois dos três índices permanecem no vermelho #Itatiaia https://www.itatiaia.com.br/noticia/covid-19-todos-os-indices-que-monitoram-a-pandemia-registram-q...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Atenção! Trinta e cinco centros de internação pediátrica serão abertos na capital nesta quinta-feira (27) #Itatiaia https://www.itatiaia.com.br/noticia/kalil-anuncia-abertur...

    Acessar Link