Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Quando a saudade é irmã da felicidade

20/03/2021 às 04:30

Considerando que a morte é inevitável, você já pensou no dia ideal para encontrá-la?
    
-Prosa ruim, Eduardo...

Não, falar sobre a morte não é necessariamente algo que estraga a conversa, especialmente se você está – de fato – vivendo. Ademais, o homem mais interessante da história não reclamou nem se surpreendeu quando foi pregado na cruz. 

 Assim é que já escolhi meu dia, se é que o todo poderoso vai concordar: 20 de março, Dia Internacional da Felicidade.  

Para o grande pensador Nietzsche, algo “frágil e volátil, só é possível senti-la em certos momentos; na verdade, se pudéssemos vivenciá-la de forma ininterrupta, ela perderia o valor, uma vez que só percebemos que somos felizes por comparação”.

Para Odair José, cantor e compositor brega do século passado, a definição é mais direta: “Felicidade não existe, o que existe na vida são momentos felizes”.
E pode o dia da morte da gente ser um dia que vale a pena ser vivido? Se você acha que não, convém ler o livro de Ana Claudia Quintana Arantes, médica intensivista que há décadas assiste pacientes nos momentos finais. 

E quer um exemplo? Lucinha Bessa, colega por mais de 50 anos na Itatiaia, que mudou de plano no 20 de março. Impedido de me despedir pessoalmente, por conta da COVID, passei o dia me perguntando se o que afligia meu peito era saudade ou felicidade. Saudade porque não mais a verei distribuindo alegria pelos corredores da rádio ou desfilando com o copo de uísque, no centro do carrinho de compras (só pra despistar) no Mercado Distrital do Cruzeiro.

Felicidade porque ela viveu de verdade, Lucinha abria as portas do céu para os humildes quando era preciso falar com a chefia, viveu intensamente e foi embora no Dia da Felicidade. Agora, certamente, São Pedro está retribuindo, em nosso nome e alimentando o misto de saudade, aqui, e felicidade, lá.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    O prêmio de R$ 1,5 milhão não é reajustado há 12 anos pelo programa

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Operações foram interrompidas devido às fortes chuvas que atingiram o Estado nas últimas semanas

    Acessar Link