Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

O que fazer com o dinheiro do viaduto?

Acho que o caminho mais correto é entregar dois cheques ao prefeito, com os respectivos valores.

05/10/2015 às 11:02

Mesmo correndo o risco de ser confundido com um presunçoso, ou aquele que quer dar pitada em tudo, continuo convencido de que o repórter pode ir além de criticar. Pode – e deve - apontar caminhos, sobretudo se conhecer bem a cidade, suas carências e urgências. Assim é que quero sugerir ao prefeito Marcio Lacerda que entre nas discussões do Ministério Público com as duas empresas responsáveis pela obra daquele malfadado viaduto Batalha dos Guararapes para evitar que a indenização se dê de forma a não privilegiar os moradores do entorno da obra desastrada.

Primeiro, vamos lembrar a tragédia de 3 de julho do ano passado quando o viaduto caiu em plena Avenida Pedro I. Ao longo das apurações ficamos sabendo que havia erros de projeto, faltava aço, foi usado concreto vencido, o engenheiro que “acompanhava” era agrônomo, retiraram escoras apesar de operários afirmarem que havia algo errado... Enfim, uma série de irregularidades, que até leigo como eu pode chamar de criminosas. O pilar de sustentação afundou seis metros além do asfalto, duas pessoas morreram e mais de 20 ficaram feridas. Vergonha.

Na área criminal o processo segue dentro dos trâmites lentos de nossa Justiça. Ninguém foi acusado de homicídio, ainda que culposo, apesar da contribuição decisiva de muitos para a tragédia, mas, quem assim o decidiu está mais qualificado que eu para tal. Na área cível, o promotor Eduardo Nepomuceno, a maior pedra no sapato dos que não gastam bem o dinheiro público em nossas terras, está articulando com a Consol – que fez o projeto – e com a Cowan, que fez o viaduto o mínimo esperado: ressarcimento aos cofres do Município dos 13 milhões que receberam. Fizeram uma primeira reunião na sexta-feira.

Acho que o caminho mais correto é entregar dois cheques ao prefeito, com os respectivos valores. E ele chamar os que moram nas imediações daquele cruzamento onde o tráfego está absolutamente controlado sem qualquer obra e discutir com eles qual o destino do dinheiro. De repente, usá-lo no Parque Lagoa do Nado, que está ao lado e pode se tornar área de lazer mais agradável... Quem sabe, uma unidade de ensino infantil... Mas, os que mais sofreram com o desastre devem ser ouvidos agora. É o mínimo que se espera.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Coimbra convida jogador da Copa Itatiaia Kaiser para testes no clube https://www.itatiaia.com.br/CopaItatiaia/noticia/coimbra-convida-jogador-da-copa-itatiaia-kaiser-para-tes...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    A suspeita é de que a vítima estava em alta velocidade #itatiaia

    Acessar Link