Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

O orçamento da verdade

Com certeza, os prezados leitores já leram tudo o que os analistas da política e da economia acharam do orçamento do governo federal

02/09/2015 às 01:19

Com certeza, os prezados leitores já leram tudo o que os analistas da política e da economia acharam do orçamento do governo federal para 2016, com a inusitada projeção de um déficit superior a 30 bilhões de reais. Peço vênia para apresentar algumas reflexões de palpiteiro, com a autoridade de quem paga muitos impostos, em dia, e está com o embornal cheio de ouvir discursos, mais que isso, difundi-los nas últimas décadas. A minha corneta acusa que este orçamento, entregue pelos ministros Joaquim e Nelson ao Congresso, é o mais honesto dos quais já tive notícias.

Primeiro, preciso esclarecer que não conheço orçamento honesto. A prática profissional me autoriza a dizê-lo porque, em todas as ocasiões que cobri solenidades de entrega das propostas de receita e despesas, havia sempre alguém da oposição para acusar o calhamaço de papel de fictício ou, no mínimo, dossiê de boas intenções. Ora, se agora os ministros avisam que, se tudo der certo, Deus ajudar, o que se espera receber vier e o gasto não for maior que o previsto, ainda assim teremos um rombo de 30 bilhões, é sinal de que, no mínimo, há transparência. Dirá alguém que transparência é obrigação... Concordo. Dirão outros que é a declaração de incompetência do governo Dilma... Concordo plenamente!

Mas, o melhor do orçamento é que ele chama para a rinha o Congresso Nacional... Diz algo como “venha, vamos discutir, conter gastos, fazer a coisa mais decente, encontrar saídas...” Se tiver coragem de aceitar o convite, Renan Calheiros vai cortar na carne e diminuir as exorbitâncias da casa que preside; seu colega, Eduardo Cunha, não terá coragem de repetir viagens como a que está fazendo, aos Estados Unidos, para um desses seminários de faz-de-conta no qual gasta 199 mil reais, incluindo hotel e passagens na classe executiva para ele e mais seis nobres deputados... Se fizerem sua parte, ele e Renan poderão exigir de Dilma corte de ministérios, cargos, garçons, jantares... Por exemplo, da próxima vez que for a San Francisco, nos Estados Unidos, não gastar quase 400 mil com aluguel de veículos... E ainda atrasar o pagamento! Quem sabe se a presidente para com esse absurdo de torrar 200, 300 mil numa viagem com aviões, helicópteros e um monte de gente para vir a Contagem entregar uma máquina agrícola que custa menos da metade? Quem sabe se o Judiciário não toma juízo, se concede aumentos mais compatíveis com nosso Brasil e diminui os “auxílios”?

Resumindo a prosa: se todo mundo põe reparo quando o cidadão mora em área invadida e tem carro na porta, por que o governo não aceita que quebrou e começa a luta para evitar o SPC?

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Poder Executivo regulamentará procedimentos, exigências e prazos para a certificação e concessão do selo do Inmetro

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    TIRO DE META, COM EMERSON PANCIERI - 26/01/2022

    Acessar Link