Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

O IAPI e as novas cores da cidadania

O IAPI e as novas cores da cidadania

06/05/2013 às 02:13

Quando a gente lê sobre alguns líderes empresariais, comprometidos de verdade com a palavra sustentabilidade, dá esperança num futuro melhor para o país. Considerando que quem manda é o poder econômico – os políticos apenas guardam os lugares, como xerifes – se a gente acredita que homens como Guilherme Leal (da Natura) vão encontrar seguidores, vale a pena confiar no mundo que deixaremos para filhos e netos.

Leal, dono de uma fortuna superior a 2 bilhões de dólares, insiste em que “cuidar dos outros e do planeta, é cuidar de mim” e que, por estarmos no mesmo barco, ou a gente faz força para melhorar ou está marcando gol contra. Ele não está só.

Agora mesmo, nos preparamos para uma festa sábado próximo no Conjunto IAPI que vai coroar o esforço de muitas pessoas, lideradas por um pernambucano que chegou aqui três décadas atrás e, agora, que já tem 27 lojas espalhadas por Belo Horizonte e cidades vizinhas quer dizer obrigado realizando algo para a coletividade.

O nome dele é Júlio Gomes Ferreira. Como a sua empresa, “Casa e Tinta” é grande cliente das “Tintas Coral” pediu ao fornecedor e ganhou 13 mil litros de tinta e 160 latas de massa. Depois, aproveitando-se de sua condição de presidente do Sindicato das Empresas de Materiais de Construção sensibilizou conhecidos e arrancou mais 400 mil reais com várias empresas – MRV, Direcional, Patrimar, PHV, EPO, Orguel e MG – para a mão de obra e alguns retoques.

Um ano depois de iniciar a empreitada e contando com o descrédito de muitos, inclusive dos moradores que não contribuíram com mais de 30 mil reais, Júlio está convidando para a inauguração, na tarde do próximo sábado. Foram revitalizados os nove edifícios e áreas comuns com muros, quadras esportivas e equipamentos. Por que ele está fazendo isso? Porque é grato a Deus e a Belo Horizonte pelo conforto que pode oferecer à família.

O que quer em troca? Nada. Nem o detalhe de que os moradores participaram pouco ele queria que eu revelasse. Por que o IAPI? Porque Júlio passa por lá sempre, sabe que é uma obra de 60 anos, de vital importância para a cidade, e está maltratada há muito tempo. Quem é Júlio?  Bom, acabo de conhecer, mas já fiquei fã. É do tipo de empresário que a gente precisa, que pensa de acordo com os novos tempos. Resumindo: é gente boa!

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Rede pública de Belo Horizonte tem cinco vezes menos leitos que no auge da pandemia #Itatiaia https://www.itatiaia.com.br/noticia/com-menos-leitos-e-mais-casos-90-dos-leito...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O governador de Minas Gerais apresenta apenas sintomas leves da infecção #Itatiaia https://www.itatiaia.com.br/noticia/romeu-zema-testa-positivo-para-covid-19-e-fara-coletiv...

    Acessar Link