Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

O brasileiro e a arte de desmoralizar

O brasileiro e a arte de desmoralizar

06/05/2013 às 02:13

Nós somos um povo realmente diferente. A gente acabou com a escravidão, mas não criou condições para que os negros tivessem as mesmas oportunidades dos descendentes europeus; todo dia os grupos especiais são chamados para desativar bombas, mas, ao final, encontram todo tipo de objeto menos dinamite – agora, na quarta-feira, fecharam todo o trânsito da Savassi, um aparato daqueles, os homens do GATE (sigla do pomposo Grupamento de Ações Táticas Especializadas da Polícia Militar) chegaram com aquelas roupas de astronautas e... Descobriram que a “bomba” não estava sob o veículo, como anunciaram na hora do chamado. A vítima – acreditem – havia retirado a “bomba” e a colocado sobre o passeio.

Como ela viu? Descobriu? Um homem que passava viu outro colocando algo debaixo do carro dela... É ou não é demais! Em qualquer parte do mundo, quando há uma bomba ela tem motivação religiosa ou de ideologia política e resulta em muitos mortos. Aqui, a bomba não passa de um rastreador de GPS, seu autor só queria saber aonde vai sua ex, enfim, o nosso “terrorista” quer “ bombar” é outra coisa. Mas, imagine se fosse explosivo mesmo, a mulher o retirando com as próprias mãos? E não é só.

Recentemente, vimos um assaltante de banco saindo mancando do estabelecimento que escolhera para roubar, em São Paulo, depois de atirar no próprio pé; um recruta jogou granada para cima e ela voltou contra sua cabeça; alguns ratos puseram gatos prá correr na região metropolitana de BH e, finalmente, na última terça-feira, a cena mais inacreditável em Salvador: o general que comandava as tropas encarregadas de retirar os PMs grevistas do prédio da Assembléia Legislativa os chamou para uma conversa amiga na qual disse que, qualquer que fosse o desfecho, não haveria confronto.

Descobriram que era aniversário do general, veio o bolo, ele chorou... Um espetáculo! No outro dia, descobriram gravações com falas terroristas, prenderam os líderes, o general saiu de cena. A gente devia se desesperar, reclamar de Deus por que nos deu um lugar tão esquisito, por que a gente só leva a sério mesmo mulher, samba e futebol... Enfim,  se quisermos, podemos fazer um monte de reclamação; se quisermos – como diria Tiradentes – poderemos fazer desse país uma grande nação, mas, por agora, viva a nossa alegria, ainda que desmiolada.

        

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    😷 Apesar da queda, dois dos três índices permanecem no vermelho #Itatiaia https://www.itatiaia.com.br/noticia/covid-19-todos-os-indices-que-monitoram-a-pandemia-registram-q...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Atenção! Trinta e cinco centros de internação pediátrica serão abertos na capital nesta quinta-feira (27) #Itatiaia https://www.itatiaia.com.br/noticia/kalil-anuncia-abertur...

    Acessar Link