Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

O bom senso não morreu!

A Corte Eleitoral reuniu-se na semana passada para uma reunião que merecia holofotes.

01/06/2015 às 11:17

A Corte Eleitoral reuniu-se na semana passada para uma reunião que merecia holofotes. Numa atitude de desprendimento, tão rara entre os que desfrutam o poder, o desembargador Geraldo Augusto de Almeida adiantou em oito meses a saída da presidência do Tribunal Regional Eleitoral. O magistrado perde dinheiro e troca a pompa por uma contribuição gigantesca, acabando com algo inacreditável que vinha acontecendo em todas as eleições no nosso Estado.

Vou explicar. Há mais de vinte anos, repetia-se um ritual de troca de postos no nosso TRE. Em fevereiro, o presidente era substituído por outro que tocava a administração até junho e era de novo substituído. Resultado: quem preparava as eleições ficava poucos meses e saía antes, e quem as comandava acabara de chegar à Corte.

Quando perguntava sobre as razões de algo que me parecia tão esdrúxulo os funcionários do Tribunal desconversavam, sem esconder o constrangimento. Custei a entender que o problema era de dinheiro e vaidade. E insistia: como se faz para mudar isso? Vez por outra, um servidor respondia: “Quando um presidente abrir mão de parte de seu mandato.

Como há sempre um dia em que o juízo prevalece, o desembargador Geraldo Augusto de Almeida nos brindou com uma grande notícia no começo da semana passada, assim que a Corte elegeu seus novos dirigentes: Paulo Cezar Dias, para presidente, e Geraldo Domingos Coelho, para vice e corregedor.

Disse Geraldo Almeida que a troca de comando não será em fevereiro do ano que vem, mas, no dia 25 de junho agora. O que isso significa? Que Geraldo Almeida vai perder dinheiro (pouco mais de 6 mil reais por mês) e o prestígio de presidir um tribunal tão importante, mas, estará assim dando uma enorme contribuição à lógica: haverá a renovação sempre no mês de junho, de modo que, quando vierem as eleições do ano que vem, quem estará à frente do TRE é o desembargador Geraldo Domingos Coelho, que já assume agora como vice e corregedor e torna-se presidente em junho do ano que vem.

Permita-me, caro desembargador Geraldo Augusto de Almeida, chamá-lo de gente boa. É a melhor definição para quem admite ceder em tempos nos quais todos nós queremos é mais...  

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    No Dia Nacional da Visibilidade Trans, Letícia Imperatriz, mulher trans, diz que ainda há muito o que melhorar #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Município admite necessidade de aumentar número de leitos pediátricos #itatiaia

    Acessar Link