Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Não me altere o samba tanto assim

Não me altere o samba tanto assim

06/05/2013 às 02:13

Dias atrás, diante de um repórter ansioso por resposta rápida e conclusiva para assunto dos mais polêmicos, um ministro do Supremo Tribunal Federal sentenciou: “Faça como o velho marinheiro, que durante o nevoeiro, leva o barco devagar”. Pois, agora, quem pede licença ao poeta Paulinho da Viola sou eu para usar o início da mesma letra que diz: “Tá legal, eu aceito argumento, mas não me altere o samba tanto assim...”

É tudo que preciso para definir meus sentimentos em relação a episódios recentes. Vamos a um deles: enquanto o Brasil inteiro comenta o fato de um coronel da PM ser afastado, no Rio, por receber propina, eu quero saber é como o tal acusado fez carreira de oficial, chegou ao mais alto posto se, nas últimas décadas, ele era juiz de futebol profissional... Então, como pode um cidadão que apita quarta e domingo, viajando por esse país de dimensões continentais e, paralelamente, passar de tenente a capitão, depois a major, a tenente-coronel e seguir vitorioso e brilhante até assumir o comando de um batalhão?

Mas, o espanto não é privilégio dos cariocas. Aqui, por exemplo, pistas nas quais candidatos fazem exame para obtenção da carteira de motorista estão cheias de buracos e barro. Mais uma: depois que um prédio caiu, a nossa justiça não conseguiu encontrar o dono de outro que precisava ser derrubado. Pessoas vítimas de furtos, assaltos e outros crimes quando levadas a uma delegacia de polícia estão esperando até 24 horas para prestar depoimento e ir para casa, sem o problema resolvido.

Ah, se em São Paulo um artista plástico saiu atirando rua afora, em nossas terras um moço que vinha da praia parou o carro, pulou na água, nadou até o outro lado do rio e sumiu no mato enquanto outro rapaz nadou até desaparecer nas águas da Pampulha. Como costumamos dizer aqui em Minas, “o trem tá ou num tá esquisito?”

E o PT, no seu dilema se lança candidato próprio ou segue seu novo caminho, de PMDB e DEM que é o de encostar para não perder os cargos?

E no futebol? Cruzeiro e Atlético quase caíram; agora, para melhorar um trás lateral dos Estados Unidos e o outro contrata um reserva do Grêmio... Tem base?

E os vereadores, hein, em vez de se envergonharem com a péssima repercussão do auto-aumento abusivo, estão gastando uma fortuna com um “comunicado” que não convence ninguém. Aliás, todo mundo tem explicação para tudo. Tá legal, eu aceito argumento, mas, não altere o samba tanto assim... Machuca!

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Negócio envolve R$ 7,5 bilhões e a aquisição de 386 unidades de varejo de autosserviço

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Ao consultar o veículo onde estavam os suspeitos, os agentes verificaram também que o carro era objeto de apropriação indébita

    Acessar Link