Ouça a rádio

Compartilhe

Lamento de um rio

Lamento de um rio

Texto de Sheila Lobato

 

Me perdoem por toda essa bagunça

Eu só queria passar... eu não fui feito para destruir

Eu só queria passar...

Já fui esperança para os navegantes, rede cheia para pescadores,

Refresco para os banhistas, em dias de intenso calor.

Hoje, sou sinônimo de medo e dor, mas, eu só queria passar

Me perdoem por suas casas, seus moveis e imóveis, seus animais, por suas plantações, eu só queria passar...

Não sou seu inimigo, não sou um vilão, não nasci para destruição...

---eu só queria passar---

Era o meu curso natural, só estava seguindo o meu destino, mas, me violentaram, sufocaram minhas nascentes, desmataram o meu leito quando eu só queria passar...

Encontrei tantas coisas estranhas pelo caminho, que me fizeram transbordar.

Muros, casas, entulhos, garrafas, lixo, pontes, pedras, paus, tentei desviar porque eu só queria passar...

Me perdoem por inundar sua história, me perdoem por manchar essa história, eu só estava passando, seguindo o meu trajeto, cumprindo o meu destino...

Passar!

Acesso rápido