Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Inevitável

Inevitável

06/05/2013 às 02:13

A propósito da agonia de minha sogra – dois meses de CTI esperando o chamado – fiquei pensando: vida engraçada, essa nossa! A gente nasce, vive felicidade inocente por anos até que um dia, movido pelo vigor físico e estimulado pelos hormônios, se acha: o pai é careta, a mãe só paga mico e o irmão é um pentelho insuportável. Um pouco mais adiante, a gente se apaixona (tem certeza que é amor) e vai para o matrimônio jurando, diante do padre, o que não sabe se poderá cumprir, pois, na palavra do poeta, “que seja eterno enquanto dure”. E chegam os filhos, a gente sente outro tipo de amor, verdadeiramente irreversível, se mata na ânsia de juntar patrimônio, garantir o futuro da família... Se não toma cuidado, os rebentos crescem sem que percebamos ou, pior, descambam para mundos sombrios, de drogas e crimes... E, de repente, a gente descobre que já não são os amigos de nossos pais que estão morrendo. Pior é quando vão eles, os que nos geraram, nos deixando sem amparo, referências. Ficamos com medo. Mas, não podemos admitir. Não é possível ter medo, a essa altura da vida (aos 50), principalmente do inevitável. E começamos a conviver cotidianamente com a maior das verdades: a única certeza da vida é a morte. Ah, como é difícil conviver com essa realidade. O problema é que sempre temos algo por completar, um projeto inconcluso, o desejo de ver o filho formado, a netinha caminhando... Só há um remédio: viver a vida. Intensamente? Depende do olhar: no sentido do prazer e da luxúria, com ações irresponsáveis, não; mas, na plenitude, afeto aos filhos, respeito aos amigos, dedicação ao trabalho, tempo para fazer o que gosta, aí sim... É, é isso... Saber o quanto somos pequenos, estar pronto para quando o homem chamar e torcer para que demore (só enquanto estiver com saúde).

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Negócio envolve R$ 7,5 bilhões e a aquisição de 386 unidades de varejo de autosserviço

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Ao consultar o veículo onde estavam os suspeitos, os agentes verificaram também que o carro era objeto de apropriação indébita

    Acessar Link