Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Hoje é dia de sorrir

Hoje é dia de sorrir

06/05/2013 às 02:13

Hoje é o Dia Internacional do Riso. E eu quero muito lhe convidar a sorrir um pouco. Tenho até eventos a sugerir: a partir de 7 e meia reunião especial na Praça da Liberdade, aberta a todos os interessados, e, as 7 da noite, palestra sobre o tema, na Rua Ceará, 195, sede do Clube da Gargalhada. Aliás, você sabia que temos essa instituição? No nosso corre-corre a gente deixa de prestar atenção em muita coisa interessante à nossa volta e esse clube é uma amostra... O clube é formado por pessoas com o desejo de compartilhar a sua paixão e a importância de rir, sorrir e gargalhar. E o nosso é o primeiro da América Latina. Fundado em2004, pelas professoras Mari Tereza Vieira e Ursula L. Kichner, que buscavam uma forma de como absorver tantas notícias tristes sobre aquecimento global, fome, falta de dinheiro, violência e ainda cuidar da casa, dos filhos, participarem de reuniões, estudarem, freqüentar eventos sociais, preparar relatórios, etc. Enfim, dizem elas, “como aprender a surfar na onda do estresse que é provocado pelo ritmo intenso do dia-dia?” Úrsula e Mari reúnem um grupo cada vez maior de voluntários que aprendem a diferença entre o riso falso e o real, bem como técnicas para estimular o riso, numa combinação de exercícios, contato com os olhos, movimentos, sons e técnicas de respiração. Segundo a dupla, os benefícios da gargalhada estão cientificamente comprovados; ela gera importantes alterações físicas e biológicas, como a redução da pressão arterial e do nível de estresse. Além disso, leva mais oxigênio ao corpo e cérebro; constrói uma cultura para melhorar a qualidade dos canais de comunicação no ambiente corporativo, melhora a motivação, a confiança, a criatividade, a concentração, o lucro e o clima no ambiente de trabalho ao promover o bem-estar e a qualidade de vida. Grandes empresas, como Nokia, Mercedes, Toyota e Google já adotam a terapia do riso. A doutora Úrsula diz que quem quer se prevenir contra o mal do século – o estresse – pode começar com um coquetel precioso de medicamentos: boas doses de riso, acompanhadas de belas gargalhadas, diariamente. “Não há contradições ou efeitos colaterais”. Mas, se você não quiser acreditar em especialista, seguir exemplo de grandes multinacionais ou as provas científicas, feche os olhos e pergunte-se: por que não sorrir? Pelo menos hoje...

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    O prêmio de R$ 1,5 milhão não é reajustado há 12 anos pelo programa

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Operações foram interrompidas devido às fortes chuvas que atingiram o Estado nas últimas semanas

    Acessar Link