Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Fracassados e descompromissados

Fracassados e descompromissados

06/05/2013 às 02:13

Esperei quinze dias para escrever. Deixei passar as eleições. Mas, como me incomoda o fato de aquele bando do Atlético seguir a vida como se não tivesse provocado uma tragédia nos corações de milhões e milhões de pessoas! Cuca, Réver, Leonardo Silva e companhia comportam-se como se fosse só mais um jogo. Só isso. Não entenderam que levaram os atleticanos do céu ao inferno em 90 minutos, numa mistura de incompetência e falta de compromisso.

A maioria deles não sabe que o Atlético é mais que um clube, uma instituição. E ignoram que, após 40 anos sem ganhar nada importante, o torcedor do Atlético sonhou mandar seu arquiinimigo para a segunda divisão. É que ele nutre um sentimento de inferioridade de décadas e décadas e aquele domingo era a grande chance da virada. Para que rir um pouco, só um pouco de quem o goza desde 1971.

Para os cruzeirenses, o 4 de dezembro era a decisão da Copa do Mundo (é só lembrar o olhar do Fabrício); para os jogadores do Galo uma brincadeira de criança – ou não foi essa a impressão que Réver, zagueiro de seleção, passou ao perder uma bola infantil para Wellington Paulista e, depois, permitir o drible e o cruzamento que resultou no gol desestabilizador? Caro leitor, naquele lance, fosse o maior de seus amigos, você o jogaria ou não para fora do campo antes de cruzar? Mesmo sendo só uma pelada?

Amigos, essa não é uma crônica esportiva; ela pretende chamar a atenção para o estrago que esses infelizes causaram em corações cheios de paixão. Contrariaram a Declaração dos Direitos da Criança, que em seu princípio 10 avisa que ela “deve ser protegida contra as práticas que possam fomentar discriminação de qualquer índole”. Os meninos cujos pais insistem em torná-los atleticanos são o alvo das gozações... Estão sofridos.

Aqueles irresponsáveis contrariaram o Estatuto do Idoso, que prevê reclusão de seis meses a um ano e multa para quem “desdenhar, humilhar, menosprezar ou discriminar pessoa idosa, por qualquer motivo”. E existem velhinhos aos borbotões cujos corações estão doídos até hoje.

A bronca da massa não é pela derrota; ela faz parte do futebol, mas, pelo placar, pela falta de empenho, pela naturalidade com que receberam a surra. O que mais adoece é o fato de que o técnico perdedor continua e a maioria dos descompromissados também... Todos eles cada vez mais ricos e nós outros cada vez menos atleticanos... A gente não vai deixar de ser alvinegro nunca, mas é preciso dosar o amor, para não morrer de raiva!

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Operações foram interrompidas devido às fortes chuvas que atingiram o Estado nas últimas semanas

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Órgão fiscaliza a conduta abusiva de farmácias e laboratórios que, pela disparada da procura, aumentaram de maneira exagerada os preços dos testes

    Acessar Link