Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Falta de respeito!

Quando menino, ouvia com atenção a uma advertência costumeira de meu pai: “Respeito é bom e conserva os dentes”. Estivesse ele no plano...

04/07/2016 às 03:52

Quando menino, ouvia com atenção a uma advertência costumeira de meu pai: “Respeito é bom e conserva os dentes”. Estivesse ele no plano em que vivemos e dissesse isso em lugar público e seria repreendido, talvez até ameaçado de processo por estar pondo a integridade física dos filhos. Esse exagero do politicamente correto, misturado com um vale tudo na vida nacional estão nos afastando de um dos pilares indispensáveis à boa convivência: o respeito aos outros.

Não vou discorrer sobre o que escrevem nas mídias sociais, mesmo aqui nos comentários de determinados leitores... Vamos a fatos. Comecemos pelo desabamento de um Viaduto na Avenida Pedro I que fez aniversário neste domingo. Meus amigos, está escrito lá no Ministério Público que começaram a obra sem o projeto pronto, pagaram o projeto antes que fosse concluído, fizeram a obra sem fiscalização qualificada, puseram um engenheiro agrônomo para “acompanhar”, usaram menos ferragem que deveriam, colocaram concreto vencido e retiraram todo o escoramento antes da hora, contra o palpite de operários... E caiu aquele monte de entulho, matou duas pessoas, feriu dezenas, envergonhou a cidade, manchou a Copa, e, dois anos depois, apesar dos esforços de alguns não há sequer alguém responsabilizado pela tragédia. Há de se ressaltar o trabalho do delegado Hugo, que indiciou várias pessoas por homicídio, o que foi desclassificado pelo MP; há, na área cível, um esforço do promotor Eduardo Nepomuceno, para que o Município receba pelo menos o dinheiro de volta, mas, diante de tantos recursos, tantos pormenores, tudo continua no plano da conversa.

Vejamos o caso Samarco, que completa sete meses nesta terça. O Ibama diz que ela não pagou uma multa sequer, relacionada com o meio ambiente; os promotores dizem que não cumpriu nada até hoje, o prefeito da cidade reclama falta de atenção e não há força que consiga fazer andar o processo de reparação dos danos. A empresa trata o desastre, a cidade, seus trabalhadores e a opinião pública em geral de forma distante, seus principais líderes não aparecem, não mostram a cara para dizer que há um esforço de recuperação, não conversam, não assumem... Fica a sensação de que esse é mais um caso dentro da nova técnica do Direito brasileiro: não é provar a inocência, mas, protelar, enrolar, deixar o tempo passar... Ou não é isso que os irmãos lá de Unaí, que mandaram matar os quatro servidores federais conseguiram? Ou não é o que está acontecendo com os principais líderes do mensalão mineiro, completando 70 anos e saindo à francesa?

A indecência está disseminada. Tem sujeito ganhando eleição para vereador com o prestígio de funções que exerce e que não vai trabalhar, tem artista famoso metendo a mão no dinheiro que deveria incentivar a cultura, a gente não respeita o hino nacional, não respeita autoridade, não respeita pai, mãe, irmão, colega de trabalho, vizinho... Vivemos um vale tudo assustador! Repare!  

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    A declaração foi feita após o anúncio de que a volta às aulas para as crianças de 5 a 11 anos será adiada para o dia 14 de fevereiro em Belo Horizonte

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽ Times escalados na Arena Independência para Cruzeiro X URT, e o repórter Samuel Venâncio traz as informações. Confira! #JornadaEsportivaNaItatiaia

    Acessar Link