Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Eu não sou imparcial

Eu não sou imparcial

06/05/2013 às 02:13

A minha relação com os ouvintes da Itatiaia é tão aberta, transparente e rica em confiança mútua que preciso fazer uma confissão: cada vez mais acredito na força da palavra lealdade, a ponto de – acreditem – achá-la tão forte quanto honestidade. E quero dizer também que nunca me achei capaz de cumprir um dos princípios básicos do Jornalismo – o da imparcialidade. Posso até fazer força, ouvir sempre os dois lados e deixar o julgamento para o público, mas, a grande verdade é que não consigo ficar isento, isto é, tenho sempre uma opinião e não consigo imaginar alguém diferente. Afinal, somos humanos. Vejamos a minha relação de repórter com alguns hospitais da cidade. Nunca – nunca mesmo – consigo levar ao ar uma denúncia contra o Sofia Feldman, o João XXIII, o das Clínicas, a Santa Casa, o Baleia ou o Odilon Bherens sem considerar, simultaneamente, a importância dessas verdadeiras “casas santas” para curar pobres de todo o Estado. Vejamos, agora, meus sentimentos em relação ao Mater Dei, um hospital privado. Um dia, 15 anos atrás, minha mulher se desesperou porque a médica lhe dissera suspeitar que ela teria câncer de colo do útero. Uma consulta com o doutor José Salvador de dez minutos e ele, mostrando um pequeno vidro com algo dentro, disse a ela: “Acalme-se, a senhora ainda vai ficar viúva desse moço”. Cinco anos atrás, quando o oftalmologista advertiu que eu estava perdendo a visão do olho direito e a única chance seria uma operação imediata, bastou uma ligação para o doutor Henrique Salvador e, horas depois, lá estava eu no bloco cirúrgico, salvando a visão. Agora, em novembro, diante da notícia de um câncer de próstata, fui procurar pai e filho para comunicar a opção pela cirurgia radical. Eles simplesmente ordenaram que eu fosse para a radioterapia e, mais uma vez, o pior passou. Então, meu caro não me peça para (um dia, quem sabe?) tratar uma denúncia contra o hospital ou a família Salvador como se fosse apenas mais um trabalho porque não serei capaz de tamanha indiferença. Posso até cumprir o dever, ouvindo o outro lado (como sempre), mas não haverá como ignorar a gratidão. Alguém pode dizer: “Ah, Eduardo, mas nem todos têm acesso ao Mater Dei como você...” E eu responderei que o Mater Dei não pode ser condenado por isso, porque cumpre sua missão com toda a excelência médica disponível e cumpre com suas obrigações sociais, como pagamento de impostos. Sobre o Sofia Feldman, o hospital dos pobres lá da Zona Norte, você pode dizer “Ah, Eduardo, mas existem muitas denúncias contra a maternidade...” E eu vou lhe perguntar quantos nascem, quantas mães com as dores do parto só encontram aquela porta aberta... Portanto, para que não me acusem amanhã de pouco entusiasmo com determinada denúncia, quando o assunto for saúde, dependendo da casa e dos médicos acusados, sou obrigado, antecipadamente, a agir como magistrado diante de causa envolvendo interesses, amigos ou parentes: tenho de me declarar impedido de decidir o caso.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    O prêmio de R$ 1,5 milhão não é reajustado há 12 anos pelo programa

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Operações foram interrompidas devido às fortes chuvas que atingiram o Estado nas últimas semanas

    Acessar Link