Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Dá prá acreditar?

Dá prá acreditar?

06/05/2013 às 02:13

Sei que o amigo e a amiga já não aguentam mais essa prosa de Anel Rodoviário de Belo Horizonte... Mas, prometo mudar de assunto, depois que alguém me responder algumas perguntas que não querem calar na minha mente. Vamos a elas: um mês depois da última tragédia, o que aconteceu de verdade, o que mudaram para valer? Por que os radares fixos que estão colocando lá foram retirados de outras rodovias igualmente necessitadas? Por que os dois radares móveis que lá são usados lá estão há dois anos, quando a Itatiaia criou uma força tarefa e os pediu emprestado ao DER? Por que as tais placas que uma campanha da Confederação Nacional dos Transportes (que tem um orçamento milionário) são tão mal feitas, de texto tão cumprido que, se o motorista de caminhão for ler, ele provoca a tragédia lá em cima, perto do Posto Chefão? Por que não fazem placas inteligentes, com mensagens curtas e diretas, de preferência colocadas naqueles pórticos, sobre a pista e não na lateral? Por que a tal “blitz educativa” que prometeram fazer lá por apenas alguns dias não foi vista nos últimos sábados e domingos?A blitz vai à lógica do serviço público de segunda a sexta? Por que ninguém ouve a sugestão de se fazer cumprir a lei e colocar um caminhão atrás do outro, todos na pista da direita que é o lugar de veículo pesado? Por que o prefeito que, afinal, manda na cidade, não é sequer ouvido ao sugerir as rampas de escape que seriam colocadas na lateral da pista? Por que a Secretaria de Defesa Social do Estado demora tanto para entrar em ação no Anel se é a maior ameaça aos cidadãos desse Estado? Afinal, não são do Estado os números segundo os quais o trânsito mata mais que os homicídios em Minas? Por que a Câmara Municipal e a Assembléia Legislativa continuam ignorando a matança? Por que o prefeito e seu vice não conseguem chegar num acordo ou evitar que chegue ao público o desencontro de suas idéias para o Anel? Por que o Anastasia não vai logo à Dilma e assina um acordo, garantindo a transferência de recursos para que o Estado – sabidamente mais ágil – faça as obras? Por que um moço de 24 anos dirigia aquela carreta com 35 mil quilos a 115 por hora? Pode um moço com seis anos de estrada estar pronto para um “bitrem bitelo” daqueles? Dá prá acreditar que alguns quilômetros de via causem tanta dor, tanta polêmica, tanta omissão e tanto papo furado?

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Coimbra convida jogador da Copa Itatiaia Kaiser para testes no clube https://www.itatiaia.com.br/CopaItatiaia/noticia/coimbra-convida-jogador-da-copa-itatiaia-kaiser-para-tes...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    A suspeita é de que a vítima estava em alta velocidade #itatiaia

    Acessar Link