Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Cadê a autoridade?

Ontem, o comandante-geral da Polícia Militar foi a Brasília. Hoje, está previsto encontro do nosso secretário de Defesa Social com o ministro da Justiça. Esta semana promete ser de muito discurso, muita indignação falsa e mais promessas...

21/05/2014 às 11:50

Ontem, o comandante-geral da Polícia Militar foi a Brasília. Hoje, está previsto encontro do nosso secretário de Defesa Social com o ministro da Justiça. Esta semana promete ser de muito discurso, muita indignação falsa e mais promessas... A morte de um soldado que tentava acudir vítimas de assalto mesmo estando de folga nos deu aquela sacudida que levamos de tempos em tempos. Então, como somos movidos a emoções, falaremos muito sobre a ocorrência até sexta-feira quando, na igreja lotada, teremos lágrimas, abraços enternecidos e juras de que tudo vai mudar. É o teatro da vida, o fingimento mais explícito e a falta de respeito com a memória de alguém que honrou a farda, fez jus à carteira de autoridade que lhe demos e morreu cumprindo o seu dever.

Estou enjoado de tanta mentira. Primeiro, vamos deixar claro que a morte do André repercute diferente porque ele efetivamente saiu em defesa de terceiros, ao contrário de outros policiais que morrem quando estão fazendo bico, ou de segurança ou transportador de valores, etc. Segundo, o que matou o soldado não foi o tiro do vagabundo... Ela foi o instrumento. A verdadeira causa é esta letargia, essa indiferença com que tratam nossa insegurança de cada dia. 

Não dão a devida importância para o sufoco de nós todos, até que um agente da lei tomba e, claro, comove companheiros e chefes. O comandante da PM sabe; o chefe da Polícia Civil também que eu, você, qualquer um de nós pode morrer na próxima esquina, agora mesmo e do mesmo jeito. Estamos entregues à nossa própria sorte. E não é de hoje. A Adriene, mulher guerreira que luta pelos interesses da Pampulha, teve a família feita refém na quinta-feira e viveu momentos de horror. Na sexta, convidou o marido para uma cerveja com pizza a fim de esfriar um pouco a cabeça e foi surpreendida pelo tiroteio que matou André. Agora, organiza uma missa para sexta-feira quando dirá, de novo, chega!

Toda vez que um grupo de adolescentes fecha a BR 040, estamos matando soldados; quando meia dúzia de servidores interdita a Afonso Pena, estamos matando policiais... Quando empresários se reúnem com a PM e os promotores e recebem a orientação de que, nos dias de jogos da Copa, devem fechar as portas das concessionárias, retirarem os veículos da loja, dispensarem os funcionários e limpar todas as imediações para catar eventuais pedaços de pedra e pau estamos matando um batalhão inteiro... 

Ah, e se as autoridades ainda avisam que ninguém deve apelar para a segurança privada, aí matamos é o restinho de esperança. Num tempo em que nos impedem de trabalhar, não garantem nossa segurança e nos proíbem de reagir, que policial terá moral para sair de casa? Quem poderá nos salvar, além de Chapolim Colorado?  Está criado o MSTSL – Movimento dos Sobreviventes nessa Terra sem Lei!

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    😷 Produtores de testes não esperavam pelo aumento expressivo na demanda #Itatiaia https://www.itatiaia.com.br/Noticias/Detalhes?chave=laboratorios-temem-falta-de-testes-d...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Você é a favor da capacidade máxima nos estádios durante o Mineiro? Dê sua opinião! #Itatiaia https://www.itatiaia.com.br/noticia/reuniao-entre-governo-de-minas-e-fmf-na-qua...

    Acessar Link