Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Azeite e vinagre

: “Mestre, PM e Civil são como azeite e vinagre – podem até dar um bom tempero, mas, misturar jamais”

28/02/2014 às 10:50

Se tiver alguém que pode questionar a integração entre as policiais Civil e Militar de Minas sou eu. Acreditei desde o início, coloquei fé nas entrevistas, fomentei discussões e, quando o então governador Aécio Neves decidiu colocar seu vice, Antonio Anastasia, na Secretaria de Defesa Social eu fiz o seguinte anúncio, no rádio, direto do Palácio da Liberdade: “Para que não restem dúvidas de que a integração é pra valer o governador acaba de nomear seu braço direito para a empreitada; ou seja, é a caneta de Aécio que passa a assinar as ordens pela integração”.

Comemorei como se fosse membro do governo quando, a partir de 2005 os números começaram a cair, depois de uma escalada assustadora da criminalidade em 2003 e 2004. A queda foi fruto de um trabalho conjunto, cooperativo. O tempo passou, Anastasia virou governador, não tinha um vice com sua autoridade para colocar na pasta e a coisa começou a desandar.

Não é com alegria que anuncio o fracasso da integração. Achava que ela seria o caminho – melhor, seria o óbvio. Mas, alguém precisa dizer a verdade com todas as letras, ainda que desagrade os fabricantes de discursos para um ano eleitoral: a integração não vai emplacar. Mesmo que um delegado bem preparado e bem intencionado como Anderson Alcântara queira realmente trabalhar em parceria com uma mulher destemida e animada como a coronel Claudia Romualdo; as corporações não topam. Não há boa vontade. E, na falta de mão firme determinando, a gente é obrigado a ver cenas desagradáveis todo dia e toda hora.

 No último fim de semana fomos surpreendidos com uma tropa de sopapos dentro da Central de Flagrantes entre um PM e um civil por conta da prisão de um jovem. No dia seguinte, a PM anunciou a prisão de três homens que poderiam estar envolvidos na morte do estudante Mateus, a gente comemorou, e, dias depois, descobrimos que os assassinos são outros. Tudo bem; não é o fim do mundo. O diacho é que, sabe-se agora, um dos verdadeiros assassinos foi preso na quinta-feira, dois dias antes do tal anúncio pela PM. Sinal de que é mais fácil Dilma jantar com Aécio que um coronel falar com um delegado.

São apenas dois exemplos. Entre dezenas, todos os dias. Tem razão o amigo José Carlos, porteiro do prédio em que moro, quando diz: “Mestre, PM e Civil são como azeite e vinagre – podem até dar um bom tempero, mas, misturar jamais”. Dizem que substâncias polares somente interagem com substâncias polares e, como o azeite é apolar e o vinagre polar, não é possível. Não faço a menor ideia do que é isso na química, mas, na realidade das nossas forças de segurança quem tem razão é o modesto Zé Carlos.

Então, se não há integração, a solução é unificar? Sou a favor. Mas, isso demanda polêmica, desgaste, ferir interesses e, nesse Brasil de eleição ano sim ano não, nem pensar... Ponto para a bandidagem!

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    😷 Produtores de testes não esperavam pelo aumento expressivo na demanda #Itatiaia https://www.itatiaia.com.br/Noticias/Detalhes?chave=laboratorios-temem-falta-de-testes-d...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Você é a favor da capacidade máxima nos estádios durante o Mineiro? Dê sua opinião! #Itatiaia https://www.itatiaia.com.br/noticia/reuniao-entre-governo-de-minas-e-fmf-na-qua...

    Acessar Link