Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Ainda sobre cadeirinhas

Ainda sobre cadeirinhas

06/05/2013 às 02:13

A propósito da obrigatoriedade da cadeirinha no transporte das crianças por automóvel, Mônica Sofia Silva enviou-me o seguinte e-mail:          “Sou mãe de duas crianças, uma de três anos e uma de sete meses. Como mãe consciente tenho cadeirinhas e, com a resolução, resolvi adquirir também para o meu pai que constantemente nos auxilia com as crianças. Em dúvida com os termos da resolução, resolvi telefonar para os órgãos competentes antes da aquisição. Mais especificamente, estava querendo conferir se as cadeiras oferecidas no mercado com maior abrangência de idade seriam aceitas para crianças de mais de quatro anos ou se seria obrigatório o assento de elevação. Pasmem: liguei 156, BHTRANS, resposta: esta informação não consta em nosso sistema (!!!!!). Liguei 155, LIGUE MINAS, resposta: não informamos legislação (!!!!!)....ordem do DETRAN, porque é órgão federal (!!!!). Liguei 190 (no desespero), resposta: dúvida muito técnica, melhor ligar no DER (!!!!). Liguei no 118 (DER), horário de atendimento excedido. Pobre Brasil”.          Essa é a nossa grande tristeza Mônica: quando alguém que nos governa manda fazer algo aparentemente interessante, mas que não compreendemos bem, ou necessitamos de mais ferramentas para tal, vamos ao tal governo e o descobrimos, de novo, na figura de simples arrecadador. Aí, somos a parcela de sempre, que obedece e fim de papo. Nesse caso, não podem sequer dizer que não tiveram tempo de se preparar, pois a norma existe há meses e meses e sua vigência ainda prorrogada. O problema nosso é falta de cidadania, tanto da parte de quem devia respeitá-la quanto do nosso lado, que deveríamos exigi-la. 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Pais revelam alívio pela imunização e segurança na eficácia das vacinas

    Acessar Link