Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

A vida por um fio

A vida por um fio

06/05/2013 às 02:13

Com a proximidade do período de ventos e as férias escolares, está de volta a antiga preocupação com as pipas e o uso do cerol. É o tipo de assunto que vai e volta e impressiona pela falta de uma política pública que o regulamente, para evitar mais vítimas. Afinal, sabemos que a sociedade inventou a lei exatamente para dar normas e critérios a cada uma de suas manifestações, na medida em que elas se consolidam.          Do Mato Grosso vem a notícia de que a solução é tão simples e antiga quanto o hábito de soltar papagaios. Lá, as autoridades decidiram fiscalizar e punir: linhas com cerol são apreendidas, menores são recolhidos e seus pais responsabilizados. É claro que os adultos devem se explicar. Não sabemos o quanto a tal mistura de vidro pode ser danosa à saúde? Não temos centenas, milhares de mortes e um sem número de feridos com graves seqüelas? Qual é a dificuldade de se explicar para todo mundo que tudo na vida tem de ter lugar e hora? Não dá para jogar futebol na Praça Sete, nem soltar finca na Antônio Carlos ou brincar de “nego fugido pego” no Mercado Central. A liberdade e o direito de uma pessoa termina quando começa a do outro... Portanto, nada mais agradável que uma criança soltando pipa, no parque, na praça ampla e arejada ou no campo de futebol... E sem linha importada, capaz de cortar pescoço, ou com artifícios outros que os humanos criam para mostrar o quanto é feroz, além de sua capacidade infinita de fazer mal ao próximo, mesmo utilizando-se de uma arma que foi concebida para divertir, unir, integrar – afinal, sabemos que poucos brinquedos são tão democráticos como o papagaio no ar. Mas, se não aprendemos pelo amor, que seja pela dor!

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    De 18 casos identificados no Brasil, dois resultaram em morte

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Pais revelam alívio pela imunização e segurança na eficácia das vacinas

    Acessar Link