Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

A Pampulha precisa de diálogo

A Pampulha precisa de diálogo

06/05/2013 às 02:13

Toda e qualquer reação das associações que representam os moradores da Pampulha merecem todo o respeito de Belo Horizonte por muitas razões, mas duas em especial: as lideranças, ali, como Juliana Renault e Flávio Marcos, são sérias e, principalmente, porque nenhum governo desta cidade conversou sinceramente com eles até hoje. Volta e meia e tem um candidato dizendo que vai limpar a lagoa, revitalizar a região, honrar Juscelino Kubitschek e Burle Max. Depois, no poder, um de nossos cartões portais é escolhido para sediar eventos que não combinam com topografia e condições de trânsito e, vez por outra, vem a pior das notícias – a tentativa de verticalização.

Essa é a parte que mais me chateia porque, sinceramente, acho que devíamos ter uma conversa olho no olho entre as lideranças, vereadores, o prefeito, técnicos e moradores como Cristiano Machado, que tem opinião, mas, como muitos outros se sente constrangidos em entrar no debate. Aqui, o e-mail dele: “Também sou contra a verticalização da Pampulha no sentido de colocar grandes prédios comerciais e residenciais, mas acho que a parte da orla da lagoa que se estende da Toca da Raposa até a barragem está completamente abandonada; nesse trecho o que se observa são assaltos e abandono. Em determinados horários do dia não se pode fazer uma caminhada ou passear de bicicleta pelo local que será assaltado. Tenho um amigo que estava se exercitando de bicicleta ao redor da lagoa quando ali próximo ao PIC dois homens apontaram uma arma em sua direção e ordenaram que parasse e entregasse a bicicleta e o celular, depois saíram andando como se nada tivesse acontecido, sem nenhum policial por perto; ele teve que voltar a pé para casa, isso às 20 horas de um dia de semana. Outra coisa: sempre escutei falar que em várias casas naquela região, por conta da pouca circulação de pessoas, tem várias casas que são usadas sexo e jogos clandestinos. Em minha opinião, em toda a orla, deveria liberar para construção de prédios de no máximo 2 andares, residenciais e em alguns terrenos, liberar para construção de áreas comerciais, como pequenos shoppings, padarias, postos de combustíveis, restaurantes, etc...”  Que bom seria se todo mundo que tem idéias pudesse participar de um grande debate, sincero, sobre o melhor para a Pampulha.Sem armadilhas e negociatas na calada da noite.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    O prêmio de R$ 1,5 milhão não é reajustado há 12 anos pelo programa

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Operações foram interrompidas devido às fortes chuvas que atingiram o Estado nas últimas semanas

    Acessar Link