Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

A melhor explicação

A melhor explicação

06/05/2013 às 02:13

Desde a tragédia de Santa Maria que ouço dois comentários onde quer que esteja: um retrata a indignação pela morte de tantos jovens e outro reclama a prévia condenação de algumas pessoas, como o dono da boate e os músicos. Até agora, eu também não sabia como justificar as prisões de dois ou três, por saber do histórico jeitinho brasileiro e levar em consideração a gravidade das acusações contra quem estava só trabalhando. Mas, por outro lado, o meu time é o da tolerância zero com tanta omissão e inconsequência do nosso Brasil. Pois bem: atribui-se a São Leonardo de Porto Maurício, missionário franciscano e exímio pregador, a curiosa parábola: “Certo pastor de cabras foi preso e lançado na prisão sem saber por quê. E ele dizia a si mesmo: eu não fiz mal algum, eu rezava, tocava minha flauta, colhia flores e descansava à sombra de uma árvore. Que mal há nisso? Levado ao julgamento, ele protestava: vocês estão me tomando por outra pessoa, eu não fiz mal algum! E no tribunal lhe perguntaram: você não é o pastor tal, guardião daquele rebanho? Sim, respondeu ele. Você está condenado às galés. Mas por que? Enquanto você tocava sua flauta e descansava, suas cabras romperam a cerca, entraram na plantação do vizinho e destruíram tudo. Elas são animais irracionais. Mas você era o guardião e responsável: crime de omissão. Pela sua negligência, está condenado a pagar todos os prejuízos.” Achei o que me faltava para responder aos que lamentam a prisão de dois ou três envolvidos. Pequenos deslizes causam tragédias, nossa omissão pode resultar em prejuízos irreparáveis aos outros. Nossa negligência põe em risco a vida alheia. Quando acendemos fogos sem saber se podemos ou colocamos material inflamável no teto da casa de shows estamos, ainda que não deliberadamente, preparando o terreno para centenas de mortes. É pena que ainda não crescêssemos o bastante para levar ao xadrez também os oficiais do Corpo de Bombeiros que não cumpriram seu dever, os funcionários, chefes e prefeitos que não fiscalizaram direito, enfim, todos aqueles que, direta ou indiretamente, contribuíram para a noite de horror. É isso ou o país não muda. É isso ou a gente não vai poder relaxar na boate, no estádio, no circo, no cinema, na escola, na empresa ou mesmo dentro de nossa casa. Temos que preservar um novo mantra: descuido mata!

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Município admite necessidade de aumentar número de leitos pediátricos #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Conteúdo publicitário Quer dar um toque especial naquele almoço de final de semana? A chef Clara Senra te ensina uma receita de strogonoff, mas um algo a mais!! Veja só! Quer...

    Acessar Link