Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

A insana perseguição aos bingos

A insana perseguição aos bingos

06/05/2013 às 02:13

Para início de conversa, quero deixar bem claro para os que ainda ao me conhecem bem que sou do time da tolerância zero contra qualquer tipo de crime ou contravenção. E acho que o país só vai melhorar quando a gente combater qualquer tipo de desvio, inclusive os furtos de sinal de TV a cabo (mesmo sabendo do quanto ela cobra caro e nos trata mal), fila dupla na porta de escolas, o drible na fila no banco e exploração da empregada doméstica que cuida de nossos filhos. Mas, convenhamos, essa história de a Polícia Militar interditar casas de bingo já passou de todos os limites. Nada contra o trabalho da força ostensiva, ao contrário, ela faz o  que pode, com competência, desde os tempos em que o (então) major Pinheiro comandava a companhia do centro da cidade e enfrentava até fogo amigo de uma certa delegada na hora de agir. O problema é que a PM tem outras prioridades, outra missão. Seu foco deve ser no combate ao crime, que está em toda a parte e o tal “jogo de azar” é, no máximo, contravenção, ainda assim com todos os questionamentos, o primeiro deles o fato de que esse é o país da jogatina, patrocinada pelos governos. E, antes que alguém me pergunte porque insistem tanto em fechar casas de bingo e já não incomodam o “bicho”, aviso o óbvio – venceu a voz da maioria, o jogo já foi legalizado há décadas pela vontade popular. E afirmo, sem medo do futuro: essa luta insana da PM contra o bingo pode durar 100 anos que vai terminar do mesmo jeito, com as casas abertas. O grande público é gente com mais de 60, aposentada, que não tem outra diversão, que não abre mão do convívio e da emoção que só o anúncio dos números oferece. E continua a brincadeira de gato e rato. A última foi na madrugada de domingo para segunda-feira. De novo, dezenas de adultos ficaram horas esperando por um delegado que não vinha para um ritual que não vai dar em nada. E equipes inteiras da PM perdendo tempo. Vamos acabar com essa frescura, legalizar os bingos, garantir a lisura do jogo, destinar parte do faturamento para políticas sociais e mandar agentes públicos lá só para fiscalizar. Como não temos polícia, tempo e disposição para resolver tudo, vamos canalizar nossas forças para o que é mais importante: pegar os ladrões. Principalmente, os de colarinho branco.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Operações foram interrompidas devido às fortes chuvas que atingiram o Estado nas últimas semanas

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Órgão fiscaliza a conduta abusiva de farmácias e laboratórios que, pela disparada da procura, aumentaram de maneira exagerada os preços dos testes

    Acessar Link