Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

A Infraero informa: chega!

A Infraero informa: chega!

06/05/2013 às 02:13

A notícia de que a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária pretende autorizar a instalação de lanchonetes com preços populares em aeroportos brasileiros é daquelas pelas quais nós esperávamos há muito tempo. Não há argumento que justifique a cobrança de R$ 5,50 por um sanduíche de pão com queijo e presunto ou R$ 2,80 por um cafezinho. A ideia é simples: provocar competição no setor, claramente indecente quando o assunto é preço. É certo que há um custo de locação maior quando se trata de um aeroporto internacional, como o nosso em Confins, mas, como explicar a diferença de 180 por cento entre um pão de queijo vendido lá e outro da Praça Sete, no centro da capital, se ambos são feitos com os mesmos ingredientes? Está decidido que a primeira lanchonete “popular” será inaugurada em Curitiba, no Aeroporto São José dos Pinhais, e, se der certo, irá para outras praças, incluindo Confins. Prova de que a Infraero está levando o assunto a sério é a pesquisa já realizada para coleta de preços e assim estabelecer a tabela de preços. Também já existe uma data para início do processo de licitação – o próximo dia 14. A repórter Camila Campos esteve no nosso principal aeroporto perguntando aos usuários sobre a novidade e constatou o óbvio. Todos os entrevistados espantados com os custos de um pequeno lanche. Apenas uma mulher, estrangeira, defendeu os preços atuais, com argumento até digno de respeito: “O meu medo é o de que, com preços baixos, tenhamos queda da qualidade e, antes vôo de muitas horas, não dá para correr risco de comer pão de queijo sem queijo, tomar café sem saber a origem ou comer uma coxinha estragada”. Só é possível admitir tal preocupação porque a ilustre visitante sabe das deficiências da fiscalização sanitária em terras tupiniquins... Mas, se estamos entrando na lista dos países desenvolvidos, se nossos níveis de emprego estão melhores que os de países ricos, inclusive o da viajante, por que não conjugar as duas coisas: preço barato e higiene sanitária? É isso. A Infraero nos deve mais atenção há tempos, mas, graças à Copa do Mundo, parece que nos dará três grandes alegrias: preços mais decentes, aeroportos mais humanos e, se for necessária para melhorar, a privatização.  E, se as melhoras não vierem, pelo menos teremos um consolo: estaremos viajando numa rodoviária, com lanches a preço de rodoviária!

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Coimbra convida jogador da Copa Itatiaia Kaiser para testes no clube https://www.itatiaia.com.br/CopaItatiaia/noticia/coimbra-convida-jogador-da-copa-itatiaia-kaiser-para-tes...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    A suspeita é de que a vítima estava em alta velocidade #itatiaia

    Acessar Link