Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

A festa dos insensatos

A festa dos insensatos

06/05/2013 às 02:13

Um senhor me procurou dizendo que estava desesperado, pois, o filho, após um período morando com a mãe no exterior, voltara a Belo Horizonte e já não o respeitava. Mais, que o filho furtou alguns objetos supérfluos, como litros de uísque e pacotes de chocolate, em companhia de outros rapazes e ainda filmou tudo, no celular. Pior, mesmo com as filmagens, nenhuma delegacia aceitara seu pedido de providências contra o próprio filho, para evitar o pior, no futuro.

Procurei a Assessoria de Comunicação da Polícia Civil e a resposta foi a de que era isso mesmo. Sem uma vítima, não há porque apurar o crime. Disse, no rádio, que era o fim do mundo. Um juiz ligou imediatamente, concordando, e pedindo para o pai procurar o Centro de Atendimento ao Menor Infrator que uma promotora iria recebê-lo. O pai me contou que já estivera lá, por causa de uma ocorrência envolvendo uma festa para menores e da qual o filho participara. Disse, também, que foi buscar o menino lá no salão de eventos da avenida Raja Gabaglia quando viu muitos pais assinando termos de compromisso e retirando seus jovens, inclusive um ministro.

Pedi então à colega repórter Edilene Lopes que verificasse a história. Foi assim, meio sem querer, que todos os veículos de comunicação tiveram acesso a essa incrível festa para meninos de 12, 13 anos, com bar liberado, muita música, drogas e até gente fazendo strip-tease. Depois de uma ação competente da Vara da Infância, o assunto chegou à Polícia Civil que está apurando e já ouviu a principal responsável pela tal festa “American Pie”, quando ela deu uma versão no mínimo covarde: disse que alugou sim o espaço, mas quem organizou tudo foi a filha, de 15 anos. Ou seja, transferiu para uma menina, menor de idade, a responsabilidade do desrespeito à lei.

Depois disso, já foram feitas incursões em várias festas com as mesmas características, comprovando-se sempre a irresponsabilidade de quem promove e os riscos para quem frequenta. E as denúncias não param de chegar. Agora mesmo, um morador do bairro das Indústrias pede para o Juizado verificar uma reunião de jovens que acontece toda semana ao lado da casa dele, sempre virando a madrugada, com barulho infernal, menores usando drogas e fazendo sexo até no meio da rua. É na avenida Catulo da Paixão Cearense. Tomara que a ação dos comissários seja rotineira e definitiva. Queira Deus, também, que os pais sejam mais responsáveis, tomem conta de seus filhos e saibam por onde anda uma menina de 12 anos altas horas.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    De acordo com Tiago Leifert e Daiana Garbin, a filha Lua está com um tumor em cada olho #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    No Dia Nacional da Visibilidade Trans, Letícia Imperatriz, mulher trans, diz que ainda há muito o que melhorar #itatiaia

    Acessar Link