Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

O que muda no cenário político em Minas se Eduardo Leite for candidato à presidência?

Tucanos tentam convencer o governador a não ir para o PSD

16/03/2022 às 09:39


Tucanos que apoiam a candidatura de Eduardo Leite à presidência da República tentam convencê-lo a ficar no PSDB. Nesta terça (15), ele se reuniu com parlamentares federais em Brasília, dentre eles os deputados Aécio Neves (PSDB) e Paulo Abi-Ackel (PSDB). No entanto, principalmente depois da oficialização da desistência do presidente do senado, Rodrigo Pacheco, a pressão de Gilberto Kassab, presidente nacional PSD, é para que Leite se filie à legenda e seja candidato à presidência da república. 

Alerta
O argumento dos tucanos para convencê-lo é o alinhamento ideológico e programático que ele tem com o PSDB onde está a mais de 20 anos. Os apoiadores fizeram um alerta sobre a presença de lideranças alinhadas a Lula e Bolsonaro dentro do PSD e sobre o que isso significaria pra Leite, caso ele perdesse as eleições. Qual seria o papel dele no partido?

Sem garantia 
No PSDB, Eduardo Leite não tem a garantia de que será candidato à presidência da república, já que João Dória, govenador de São Paulo, foi o vencedor das prévias. Em entrevista à Itatiaia, Eduardo Leite disse que respeita as prévias, mas que Dória não tem demonstrado viabilidade nas pesquisas e isso tem que ser discutido. Para sentir a disposição do partido em debater a questão, depois de se reunir com parlamentares federais tucanos em Brasilia, nesta terça-feira (15), ele se encontrou o presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo. Nesta quarta (16), O governador se reúne, pelo segundo dia consecutivo, com Gilberto Kassab. 

Minas: PSDB ou PSD?
Uma fonte do Partido Novo disse à coluna que a considera possibilidade de aliança com o PSDB se Eduardo Leite for candidato. Se isso acontecer, poderia haver, por exemplo, a repetição da chapa do governador Romeu Zema (Novo) e Paulo Brant em Minas, já que Brant era do Novo, mas está no PSDB. 

Se Eduardo Leite fosse para o PSD, um cenário possível, seria Zema fazer palanque pra Leite em Minas e incluir o senador Alexandre Silveira (PSD) como candidato ao senado. Isso minaria a candidatura de Alexandre Kalil, que é do PSD e é o principal adversário de Zema na disputa pelo governo do Estado.

Todos são cenários, por enquanto, hipotéticos. No entanto, é importante observar os passos do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. Qualquer movimentação dele no tabuleiro partidário gera impactos políticos no cenário em Minas.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou