Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Sem oxigênio e enterrando 200 por dia: entenda o que levou Manaus ao caos

15/01/2021 às 07:29

A exemplo do que fez São Paulo, Minas Gerais disponibilizará leitos de UTI infantil a pacientes de Manaus, capital do Amazonas, que não tem nem mais leitos e nem oxigênio e vive um drama completo por causa do agravamento da pandemia de covid-19. Os pacientes devem começar a chegar neste fim de semana, segundo o governador de Minas, Romeu Zema (Novo).

Segundo a Prefeitura de Manaus, pelo menos 60 prematuros precisam ser transferidos. A cidade bateu recorde de 198 mortos em apenas um dia e, dentre centenas de vítimas, uma ala inteira de pacientes com o novo coronavírus morreu por falta de oxigênio.

2º país em mortes

A situação do Brasil é grave. O país ocupa o segundo lugar em número mortes por covid-19 no mundo, com 207 mil, atrás apenas dos Estados Unidos, que registra 388 mil. Das cidades em todo o país, o pior quadro é o de Manaus. O drama vivido pela saúde na capital do Amazonas é apenas o ápice de uma crise de possível falta de planejamento adequado e de suspeita de corrupção.

Em junho do ano passado, quando o Brasil passava pelo chamado pico da pandemia, a Polícia Federal prendeu temporariamente a secretária estadual de Saúde do Amazonas, Simone Papaiz, por suspeita de desvio de verbas federais na contratação de empresa para fornecimento de respiradores, com compras superfaturadas com uma diferença que chegava a 133% do maior preço praticado no país durante a pandemia.

Completo absurdo

Se eu, como um membro da imprensa, trabalhasse em Manaus, os governantes não teriam um dia de sossego no que diz respeito à cobrança por transparência e compromisso com a população, porque isso que acontece hoje é completamente fora do normal.

É hora da atuação dos outros poderes, do Legislativo do Amazonas e do Judiciário. Quem vai estancar esse sangue, quem vai frear esse genocídio? Se não fosse a imprensa, que está mostrando ao mundo o caso que vive Manaus, possivelmente nem socorro o município receberia.

Desde a hora do almoço apurei se Minas ofereceria ajuda à capital amazonense. Agora à tarde, a resposta chegou. Afinal, o povo de Manaus, apesar de ter escolhido seus governantes, não pode pagar com a vida pela gestão que se mostra falha. 

Por falar em pagar com a vida, esse aumento do número de casos no Brasil todo é a fatura das festas de Natal e Ano Novo que nós, da imprensa, as autoridades em saúde e os pesquisadores tanto suplicamos que os brasileiros não fizessem. A conta chegou, e ela é alta. Cada um que lê esta coluna e que tenha se reunido, não tenha usado máscara e não respeitou as recomendações cientificas é, também, responsável por esse caos. 

Com data, sem vacina

A data do início da vacinação foi anunciada para a próxima quarta-feira (20), mas até agora as vacinas não foram distribuídas. Os detalhes logísticos ainda não foram repassados para os estados e não se sabe como será o transporte das doses.

Na próxima terça-feira (19), o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, vão realizar a reunião que seria na terça passada (12), por videoconferência. Pode ser que o evento para abrir a vacinação seja presencial, mas até agora governadores e prefeitos estão no escuro. Por causa da situação dramática em Manaus, ainda não se sabe se o tom do anúncio será festivo.

Outra dúvida é se Bolsonaro vai ou não tomar a vacina na abertura da campanha, já que ele tem reforçado que ninguém é obrigado a se imunizar. Em dezembro, na Bahia, ele foi questionado se ele tomaria a dose e respondeu: “Já tenho anticorpos, para quê vou tomar a vacina?”

Enem: ter ou não ter? 

E está mantida a realização do Enem presencial neste domingo (17) e no próximo (24). Aqui em Minas, o Ministério Público Federal entrou na Justiça pedindo o adiamento, por causa da pandemia. Apoiadores do adiamento estão pouco confiantes de vitória na Justiça, mas, se ela ocorrer, pode ser que seja na última hora. Na noite deste sábado (16), por exemplo, o que minimiza a possibilidade de recursos e pode causar uma confusão danada.

Caos! Caos é a palavra que resume o momento no Brasil. 

ABC da Política

As definições de palavras do dia a dia da política que citamos aqui você encontra no ABC da Política, para consulta e compartilhamento no Instagram @reporteredilenelopes.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Entrevista com a atriz vai ao ar no programa Falas Femininas, que a TV Globo da próxima segunda. #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Medida adotada pelo Governo do Estado vale pelo período de 14 dias, até 19 de março. #Itatiaia

    Acessar Link