Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Prioridade da Assembleia Legislativa será retomada econômica em Minas

01/02/2021 às 06:28

Se a eleição para à presidência do Senado terminar ainda nesta segunda-feira (1º), antes da madrugada, e caso Rodrigo Pacheco (DEM), que é senador por Minas, seja eleito, o governador Romeu Zema (Novo) deve ir à Brasília nesta segunda para cumprimentá-lo. 

Zema participou nesta tarde na Assembleia Legislativa de Minas Gerais da solenidade de posse da nova mesa diretora. A Casa vai ser presidida, pelos próximos dois anos, pelo presidente Agostinho Patrus (PV), reeleito por unanimidade. 

Em entrevista coletiva logo depois da cerimônia que contou com a presença de outras autoridades como o procurador-geral de Justiça, chefe do Ministério Público Estadual, Jarbas Soares Júnior, o deputado Agostinho Patrus concedeu entrevista coletiva.

O chefe do legislativo disse que a prioridade agora, com a chegada da vacina, é a retomada econômica em Minas. A Casa, inclusive, já apresentou um projeto que prevê desconto de ICMS para os setores mais atingidos e um programa de incentivo ao pagamento de dívidas tributárias para aumentar a arrecadação. 

O deputado disse inclusive que já conversou com o governo que vai participar do debate. Ainda não se sabe se o Governo do Estado vai desistir da proposta que anunciou que apresentaria, depois que a assembleia já tinha anunciado e detalhado um projeto. 

Contra fura-filas 

Agostinho Patrus também foi taxativo em relação aos que estão furando a fila da vacina, ele afirmou que Minas precisa regulamentar a lei aprovada na Assembleia e publicar os grupos prioritários, inibindo mal intencionados a passarem na frente. 

Ele defende, por exemplo, que profissionais da saúde que trabalhem na linha de frente contra a doença se vacinem com prioridade, mas que os que não atuam diretamente devam ter outro lugar na fila. 

Imposto sobre mineração

O deputado ressaltou ainda, em relação à economia e ao desenvolvimento econômico, que um movimento de assembleias legislativas está requerendo para os estados, novamente, o direito de legislar sobre a tributação em relação a produtos de exportação, como o ICMS para o minério, o que daria aos estados o direito de decidir sobre a arrecadação e a divisão dos recursos. 

Bope 

O novo secretário de Segurança Pública e Justiça do Estado, Rogério Grecco, tomou posse nesta segunda e pode trazer integrantes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) para fazer parte da equipe. Dentre as possibilidades, conforme nós informamos em primeira mão, está o Major Leonardo Novo, que comanda o Serviço de Inteligência do Bope e é autor do livro “Relatos de mais um combatente em uma guerra sem vitória”. 

O nome do Coronel Willian René, que já comandou o Bope também chegou a ser cogitado para ser o subsecretário de integração e comandar a integração entre as polícias em Minas, mas a vinda não se concretizou. Outro nome confirmado para a equipe é o do delegado Jeferson Botelho, da Polícia Civil.
 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    O primeiro confronto entre os adversários da primeira rodada do Estadual aconteceu em 14 de julho de 1912. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    No dia 25 de janeiro de 2019 uma barragem da Vale se rompeu e causou centenas de mortes e danos na natureza #itatiaia

    Acessar Link