Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Visita de Bolsonaro ao Vale do Aço deve ser adiada de maio para junho

Presidente entregará moradias em Coronel Fabriciano

05/05/2022 às 05:14

A visita do presidente Jair Bolsonaro (PL) à cidade de Coronel Fabriciano, no Vale do Aço, pode ser adiada do dia 13 de maio para o mês de junho. Bolsonaro estará em Minas para a entrega de 500 unidades habitacionais. No entanto, segundo o prefeito Marcus Vinícius Bizarro (PSDB), para inauguração do empreendimento, viabilizado por meio da Caixa Econômica Federal, ainda falta solucionar questões relacionadas à documentação de algumas famílias.

Bastidores

Fontes da coluna disseram que há motivos políticos para o adiamento e que o cancelamento foi informado ontem (04) dentro do Palácio do Planalto. A aparição de Bolsonaro ao lado do governador Romeu Zema (Novo) na Expozebu, em Uberaba, enquanto o palanque oficial do presidente em Minas será o senador Carlos Viana (PL), também pré-candidato ao governo, causou repercussão interna. Embora Bolsonaro tenha se mostrado muito simpático ao governador de Minas, segundo alguns correligionários do presidente, houve um alinhamento para evitar aparições públicas em que o governador Romeu Zema fique em evidência, se valendo da popularidade de Bolsonaro.

Entenda o caso

Desde o ano passado, o presidente Jair Bolsonaro desejava uma aliança com o governador Romeu Zema. Nessa chapa, a ideira era que o deputado federal Marcelo Álvaro Antônio (PL) fosse candidato ao senado. Como o partido de Zema resolveu caminhar separado de Bolsonaro, o presidente decidiu ter seu próprio palanque em Minas, tendo como pré-candidato ao governo o senador Carlos Viana e ao senado Marcelo Álvaro Antônio, ambos do mesmo partido.

Ainda assim, na Expozebu (primeria vez em que Viana, Zema e Bolsonaro estiveram juntos, depois do anúncio da pré-candidadura de Viana pelo PL), os elogios do presidente ao governador mineiro chamaram a atenção.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou