Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Partido Novo em guerra: posicionamento institucional anti-Bolsonaro desagrada parte dos filiados

09/03/2021 às 05:00

O e-mail enviado pelo Partido Novo aos filiados, na noite dessa segunda-feira (8), deixou parte dos integrantes da legenda em polvorosa. No comunicado, a sigla informou que se posiciona como oposição ao atual governo federal e que essa orientação norteará, de imediato, as posições institucionais e as candidaturas para 2022.

Oposição destrutiva

Parlamentares do Novo disseram, nesta terça-feira, que a medida tem pouco efeito prático e que as bancadas continuarão independentes em relação ao governo federal e votando, em Brasília, o que julgam melhor para o país.  A princípio, não haverá punições para o que poderia ser considerado desobediência à orientação do partido em votações.

No entanto, no mínimo, a orientação vai causar algum constrangimento, já que vários integrantes da legenda, em diversas ocasiões, especialmente nas redes sociais, já saíram em defesa do Presidente da República. Reagindo coletivamente, a bancada federal, publicou nota dizendo que não se associa à “oposição destrutiva”.

Zema e Amoedo

O governador Romeu Zema, por exemplo, já se posicionou contrário ao impeachment e evita criticar e comentar polêmicas envolvendo Jair Bolsonaro. Em entrevista à Itatiaia, ao podcast Abrindo o Jogo, o fundador do Partido Novo, João Amoedo, que é contrário à forma como Bolsonaro comanda o país e defende o impedimento do presidente, reafirmou que esse é um ponto de discordância entre os dois e que entende que Zema possa adotar essa postura diplomática, já que as boas relações com o governo federal são importantes para os projetos da gestão em Minas, o que envolve, por exemplo, recuperação fiscal, privatizações e concessões.

Ilegal

Alguns integrantes da sigla estão interpretando, inclusive, a medida como ilegal porque, de acordo com eles, a decisão deveria passar pela delegação de diretórios estaduais e pela bancada federal.

Nem Bolsonaro, nem Lula

Em nota, o Partido Novo afirmou que o bolsonarismo, assim como o petismo, tem como propósito: melhorar a vida de alguns às custas da maioria. Sobre a anulação do processos do Lula que pode inclusive deixá-lo apto a disputar as eleições de 2022, o Novo afirmou que repudia a decisão, visto que há um excesso de provas de corrupção contra o ex-presidente. Confira a íntegra da nota clicando aqui.

Salva Moro, salva Lula?

Por falar em Lula, um dos pontos levantados por advogados de renome, como Kakay Castro, é que a nulidade das condenações de Lula pode tornar sem sem objeto o pedido de nulidade dos atos do ex-juiz Sérgio Moro por parcialidade. Ou seja, salva Lula e salva Moro!

Secretário vacinado, secretaria investigada

Nesta quarta-feira (10), o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, vai em uma reunião extraordinária do plenário da Assembleia Legislativa prestar contas sobre a vacinação, o Minas Consciente e demais medidas de combate à pandemia. As perguntas serão encaminhadas pelos líderes da Casa e pelo presidente da Comissão de Saúde, agora comandada pelo deputado estadual João Vitor Xavier (Cidadania).

Um dos assuntos será o foco de investigação do Ministério Público sobre possíveis práticas consideradas fura-fila da imunização. O fato de o secretário e alguns assessores terem sido vacinados está gerando polêmica. Entre políticos, críticos ironizaram usando a música de Raul Seixas: que diz “eu não sou besta pra tirar onda de herói, sou vacinado, eu sou cowboy”.

Em nota, a Secretaria de Estado de Saúde respondeu à coluna Em cima do fato que muitos de seus servidores vão a campo, visitam hospitais, fazem viagens relacionadas a políticas públicas na área de saúde, razão pela qual são grupos prioritários.

Confira o posicionamento completo:

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) informa que o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a covid-19 enfatiza que são trabalhadores dos serviços de saúde todos aqueles que atuam em espaços e estabelecimentos de assistência e vigilância à saúde, sejam eles hospitais, clínicas, ambulatórios, laboratórios e outros locais vinculados à Saúde. A orientação é válida também para trabalhadores de apoio que trabalham nesses locais.

A decisão foi tomada por deliberação entre os gestores municipais e estaduais por meio da Comissão Intergestores Bipartite do SUS MG (CIB), de 9 de fevereiro de 2021 que esclareceu que fazem parte dos grupos iniciais prioritários da vacinação os trabalhadores das Secretarias Municipais de Saúde, Secretaria Estadual de Saúde e órgãos estaduais de saúde que, em razão de suas atividades, tenham contato com o público. 

A SES informa ainda que a Secretaria é a responsável pela organização das políticas e estratégias de enfrentamento à covid-19 no estado de Minas Gerais e todos os seus funcionários, independentemente de vínculo e formação acadêmica, são trabalhadores da saúde. Muitos deles vão a campo, visitam hospitais e fazem viagens relacionadas a políticas públicas na área de saúde, razão pela qual são grupos prioritários.

Só puderam se imunizar, nesse momento, os trabalhadores que:

 - Exercem suas atividades na Rede de Frio Estadual, Centrais Regionais de Regulação Assistencial, Farmácias de Minas e Almoxarifado para garantir o funcionamento desses serviços;

- Estão ou necessitam (com justificativa) ir para o campo (investigação, inspeções sanitárias, vistorias e visitas técnicas), garantindo que as ações sejam executadas nos territórios, principalmente os municípios em situação crítica para a covid-19;

- Precisam executar suas atividades presenciais para reduzir o risco de disseminação da doença e provocar, como consequência, um surto por covid-19.

A SES-MG ainda esclarece que muitos de seus servidores vão a campo, visitam hospitais, fazem viagens relacionadas a políticas públicas na área de saúde, razão pela qual são grupos prioritários. Esses trabalhadores, desde o início da pandemia, atuam junto às equipes municipais, no enfrentamento direto à covid-19, trazendo informação qualificada para a tomada de decisão do governo estadual e para esclarecimento da sociedade, além de gerenciar insumos e equipamentos para garantir o atendimento da população.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    A tag #ForaTiago figurou entre os assuntos mais comentados do Twitter #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Escritor e influenciador ficou conhecido no meio político pelo conservadorismo. #Itatiaia

    Acessar Link