Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Parcelamento do restante do 13º, processo contra a Copasa e filas no Detran-MG

10/02/2021 às 05:02

O Governo de Minas começa a pagar na próxima sexta-feira (12) o restante do 13º salário aos servidores que ainda não receberam todo o benefício. A partir de então, serão depositados R$ 1 mil por mês.

Embora tenha coincidido com o fechamento do acordo com a mineradora Vale, que garantirá recurso importantes aos cofres públicos, segundo o estado, o pagamento virá de outra receita. Ele será possível graças ao esforço de arrecadação do Governo de Minas e à concretização de receitas extraordinárias, como as decorrentes da Lei Kandir e do novo Regularize, Refis estadual que o governo pretende lançar nas próximas semanas.

O comunicado foi divulgado pelo Governo de Minas nesta quarta-feira (10), mas o governador, Romeu Zema (Novo), havia falado sobre o assunto mais cedo, em entrevista à rádio Super Notícia.

Em três meses, o governo estadual avaliará se é possível antecipar a quitação do benefício. Até o momento, o Executivo pagou integralmente o 13º salário de 72% dos servidores ativos e inativos. Foram depositadas duas parcelas de até R$ 2 mil cada para todo o funcionalismo, uma no dia 23 de dezembro e outra no dia 6 de janeiro.

Dedo na própria ferida

Como informamos, a Agência Reguladora de Serviços de Água e Esgotamento Sanitário (Arsae) está instaurando nesta quarta-feira (8) um processo administrativo contra a Copasa por suspeita de cobrança indevida na conta de água no ano passado, antes e durante a pandemia.

Segundo a Arsae, uma das causas pode ser a redução da leitura de hidrômetros por causa das medidas de distanciamento social.

Foram analisadas mais de seis milhões de faturas de janeiro a junho de 2020 e, de acordo com a agência, foram encontradas inconsistências em cerca de 500 mil contas, o que pode ter aumentado o faturamento da Copasa em R$ 14,3 milhões. Se for comprovado que houve irregularidade, os valores podem ser ressarcidos ou compensados.

Assim que demos a informação em primeira mão na Itatiaia, vários políticos argumentaram nos bastidores que o fato de Arsae colocar o dedo na ferida do próprio Executivo seria uma forma de o Governo de Minas fortalecer a defesa de que a Copasa precisa ser privatizada. Isso porque a agência faz parte da estrutura do estado, assim como a empresa de abastecimento.

Detran

Como a Itatiaia tem acompanhado, no Detran-MG, em Belo Horizonte, tem gerado revolta as filas para buscar carteiras de habilitação tiradas durante parte de janeiro, quando o envio pelos Correios foi suspensa como medida de economia.

No meio político, a avaliação de muitos é que a lógica do governo é mostrar que a administração feita pela Polícia Civil não seria a ideal e, com isso, fortalecer a argumentação de que o Detran-MG deve ser retirado da competência da corporação.

Aliás, a autonomia do Detran-MG em relação à polícia foi o pano de fundo para troca do chefe da Polícia Civil, como já abordamos na coluna, com apurações de bastidores no mesmo dia em que noticiamos a exoneração do antigo chefe da instituição de segurança, Wagner Pinto.

ABC da Política

As definições das palavras do dia a dia da política que citamos aqui você encontra no ABC da Política, para consulta e compartilhamento no Instagram @reporteredilenelopes.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    O prêmio de R$ 1,5 milhão não é reajustado há 12 anos pelo programa

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Operações foram interrompidas devido às fortes chuvas que atingiram o Estado nas últimas semanas

    Acessar Link