Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Os 828 servidores da lista de vacinados serão ouvidos pela CPI da Assembleia de Minas

16/03/2021 às 04:30

O estado entra praticamente em lockdown nesta quarta-feira (17), e esse é o assunto do dia, mas a Assembleia não esqueceu a vacinação na secretaria de Estado de Saúde. Os 828 servidores administrativos da saúde e de outras áreas, além do secretario estadual e do adjunto de Minas, que se vacinaram contra a covid-19 serão ouvidos pela Comissão Parlamentar de Inquérito, que está sendo chamada de “CPI dos Fura-Fila”.

Segundo o deputado estadual João Vitor Xavier (Cidadania), presidente da Comissão de Saúde, a determinação do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Agostinho Patrus (PV), é ouvir a todos. Os parlamentares afirmam que receberam denúncias de servidores que afirmam terem sido coagidos a se vacinarem.

Os deputados também têm reafirmado que ter o nome na lista não significa que a pessoa se vacinou irregularmente, já que vários estavam, de fato, na linha de frente. No entanto, ao que tudo indica, segundo eles, nem todos os constantes da lista deveriam ter sido vacinados e há informação de servidores em home office e em trabalho interno na Cidade Administrativa.

Zema disse que não sabia

O governador Romeu Zema (Novo) respondeu, nesta quarta, em entrevista coletiva, que não tinha conhecimento prévio da lista de vacinação e da imunização desses 828 servidores. O governo hoje, conforme nos informamos, anunciou que todos os municípios de Minas entram obrigatoriamente na Onda Roxa do programa Minas Consciente, que é a mais restritiva, com toque de recolher de 20h às 5h e com fiscalização da Policia Militar. Em BH, o decreto municipal continua valendo, mas as regras mais rígidas do estadual também terão validade.

Assembleia sem trabalho presencial

A Assembleia Legislativa divulgou que a Casa está praticamente fechada para trabalho presencial. O plenário funcionará de forma remota e os trabalhos para a instalação da “CPI dos Fura-Fila” não param. A Controladoria Geral do Estado (CGE-MG) também está apurando internamente o caso.

CGE-MG no topo do ranking de transparência

Por falar em Controladoria Geral de Minas, a CGE subiu para o primeiro lugar do ranking de transparência da Controladoria Geral da União. Quando o controlador Rodrigo Fontenelle assumiu, há dois anos, o estado ocupava a 22 posição.

Instagram @reporteredilenelopes
Twitter @reporteredilene

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Na noite de sexta-feira o trânsito teve que ficar fechado por horas #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Temperatura máxima pode chegar aos 28ºC #itatiaia

    Acessar Link