Ouça a rádio

Compartilhe

Opositores criticam indicação política na Cohab: 'Mais um processo seletivo concluído com sucesso'

Opositores criticam indicação política na Cohab: 'Mais um processo seletivo concluído com sucesso'

Conforme a coluna Em Cima do Fato adiantou no mês passado, o Governo de Minas trocou o comando da Cohab. A troca foi oficializada durante a semana, em reunião do Conselho Administrativo. 

O presidente Bruno Alencar e a vice Letícia Moraes Torres, ambos servidores públicos de carreira, formados na Escola de Governo da Fundação João Pinheiro foram subsituídos por Weber Dias de Oliveira, que foi controlador geral do município de Contagem e é servidor concursado da prefeitura de Belo Horizonte (indicação do presidente Avante, deputado federal mineiro Luis Tibé) e pelo administrador Márcio Bernardino, que foi candidato a prefeito de Contagem pelo partido Novo e deve ser candidato a deputado na próxima eleição. 

Outra versão

Fontes do governo afirmaram que havia insatisfação com a gestão, mas uma fonte ligada ao ex-presidente da Cohab procurou a coluna Em cima do fato pra dizer que uma discordância pontual, ocorrida em uma reunião com secretários, seria o motivo da troca. Procurado por três vezes, o ex-presidente não se pronunciou. 

Processo seletivo

Como o Novo se apresentou em 2018 contrário as indicações políticas e a favor de critérios técnicos, a oposição criticou: "Mais um processo seletivo concluído com sucesso!", diz mensagem que circula entre opositores, acompanha de prints das redes sociais da Cohab e do novo vice presidente Márcio Bernardino, filiado ao partido do governador. 

Instagram: @reporteredilenelopes
Twitter: @reporteredilene