Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Motivo de exoneração de secretário e mais... reforma da Previdência só depois do recesso 

16/07/2020 às 04:31
Ouça na Íntegra
00:00 00:00

Um dos assuntos do dia na política mineira foi o pedido de exoneração do secretário-geral do governo de Minas, Mateus Simões, cargo assumido no início de março. A publicação saiu no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira, conforme a Itatiaia noticiou logo cedo, e provocou um verdadeiro alvoroço. Uma das suposições entre servidores e políticos, de diferentes colorações partidárias, era que Simões teria revisto sua decisão de desistir da candidatura à PBH e estaria voltando ao páreo. Outra hipótese levantada era de que ele poderia estar evitando a assinatura de algum ato polêmico no governo nos próximos dias. A resposta oficial, dada por Simões à nossa reportagem, é de que ele pediu exoneração temporária, por cinco dias, para resolver questões pessoais, mas que na semana que vem será nomeado novamente. 

Fim do mistério

No ano eleitoral, diante da curiosidade e das especulações levantadas entre políticos, que depois da resposta oficial ainda acham estranha a exoneração, já que o secretário poderia ter optado por uma licença, a coluna Em Cima do Fato aprofundou nas apurações. Fim do mistério. O secretário, servidor da Assembleia Legislativa e também advogado, precisará assinar uma alteração societária de seu escritório de advocacia, mas a lei impede que isso seja feito se ele estiver no exercício de cargo em comissão. Para evitar qualquer conflito legal, foi solicitado exoneração que o afasta temporariamente do cargo. 

Covid-19 na Assembleia

Mais um deputado acaba de confirmar teste positivo para o novo coronavírus. Guilherme da Cunha (Novo), vice-líder de governo, testou positivo para a doença. O resultado saiu nesta sexta-feira. Ele comunicou aos colegas que está tendo sintomas e que a pancada “lembra mais a dengue que uma gripezinha”, mas que, por enquanto, não apresentou nenhuma complicação respiratória e está em isolamento desde sábado. Na semana passada, o deputado esteve na assembleia e pediu aos que o encontraram que “fiquem atentos a quaisquer eventuais sintomas”. Ele é o terceiro parlamentar a confirmar infecção pela doença na Assembleia de Minas. Até agora, são 14 casos confirmados. 

Reforma da Previdência

Justamente por causa do avanço da covid-19, o presidente da Assembleia Legislativa, Agostinho Patrus (PV), anunciou nesta sexta-feira que vota amanhã (17) a Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) que trata do orçamento do ano que vem e inicia o recesso parlamentar na segunda (18). A reforma da Previdência ficou para agosto. 

Abrindo o Jogo 

E o ex-ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta concedeu entrevista exclusiva à Itatiaia nesta sexta. A íntegra está no Podcast “Abrindo o jogo”.  Na entrevista, Mandetta não descarta a possibilidade de ser candidato à presidência na próxima eleição; afirma que provavelmente estará ao lado oposto de Bolsonaro; acredita que alguma vacina contra o novo coronavírus fique pronta até dezembro;  o “novo normal” comece em setembro; teme que os países ricos comprem a vacina na frente e, por despreparo, o Brasil fique sem; afirma que não há comprovação de eficácia da hidroxicloroquina e da Ivermectina contra a covid-19 e avalia que a Anvisa está sendo omissa ao não publicar notas técnicas informando os efeitos colaterais desses medicamentos. 

*As definições de palavras do dia a dia da política que citamos aqui você encontra no do ABC da Política, para consulta e compartilhamento, no Instagram @reporteredilenelopes.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Raposa já enfrentou o time sergipano em outras três oportunidades, nos anos 1970, e duas em 2005

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Enquanto o grupo ganha cerca de US$ 15 mil por minuto, mais de 163 milhões de pessoas estão na faixa da pobreza

    Acessar Link