Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Minas 300 anos: o que temos e o que falta!

02/12/2020 às 05:20

Minas Gerais completa, nesta quarta-feira, oficialmente, 300 anos. Data que conta a partir da chegada dos bandeirantes que saiam em expedições em busca de riquezas no período colonial. Aqui, eles encontraram o ouro, que deu muita briga, inclusive provocou a Guerra dos Emboabas, entre paulistas e portugueses que se mataram pelo direito de explorar o metal precioso de nossas Minas Gerais, até que o ciclo do ouro terminou no fim do século XVIII.

Antes disso, conta a história, nossos índios, infelizmente tão maltratados, já habitavam esse maravilhoso território montanhoso que há três séculos responde pelo nome de Minas Gerais.

Hoje, dentre vários metais, extrai-se de nossas terras, como é sabido,  o minério de ferro. Alguns municípios são totalmente dependentes da mineração como é o caso de Mariana e Brumadinho, que também foram vítimas da extração sem limites e sem o cuidado necessário. De alavanca para o desenvolvimento econômico em Minas, a mineração, ou parte dela, acabou virando uma pá de lama que soterra e amedronta mineiros. 

Diversificação da matriz econômica

A dependência da mineração mostra uma das urgências de nosso estado, que é a diversificação da matriz econômica e o investimento em ações que tirem Minas do lugar prioritário de exportador de matéria prima bruta e coloque nosso estado, também por meio da tecnologia, em um lugar com diversas etapas da cadeia produtiva gerada pelo minério, por exemplo. Com investimento e a estratégia necessária, quantos dos produtos produzidos na china não poderiam ser produzidos no Brasil. Sem mão de obra escrava, é claro, porque escravidão Minas, infelizmente, já viveu demais. 

Investimento em turismo

Uma das vocações do nosso estado, pela beleza que lhe peculiar, é o turismo mas, infelizmente, pasmem, segundo o Secretário de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Leônidas Oliveira, ao visitar as grandes agencias de turismo do Brasil para tentar incluir os destinos do estado nas rotas vendidas, pacotes para Minas Gerais são inexistentes. Mesmo assim, Minas foi um dos destinos mais procurados em outubro. E olha que estamos na pandemia.

Potencial e beleza não nos falta. Pra potencializar o turismo é preciso um circuito atrativo com eventos, serviços de qualidade, comida de qualidade, internet nos pontos turísticos, segurança, iluminação publica, transporte e acesso, experiências únicas e divulgação. O secretário, que chegou ao Governo de Minas sacudindo a poeira tem tirado vários desses ingredientes da cartola e vamos ver se agora vai, né. Minas merece tudo e muito mais! 

As definições de palavras do dia a dia da política que citamos aqui você encontra no do ABC da Política, para consulta e compartilhamento no Instagram @reporteredilenelopes

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Ao todo, são 693.550 infecções desde o início da pandemia. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O grupo protesta após a derrota por 3 a 2 para o Vasco, no Rio de Janeiro. #Itatiaia

    Acessar Link