Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Museu de cidade atingida por rompimento de barragem receberá recursos do BNDES

Investimento em cultura e turismo ajuda a diversificar matriz econômica de Mariana

03/03/2022 às 05:06

O Museu de Mariana (MG), que funciona no terreno da Igreja de São Francisco, vai receber um aporte de R$ 3,075 milhões para  implantação de uma segunda unidade, ações de educação patrimonial e desenvolvimento de um roteiro turístico. O Museu de Mariana foi o primeiro, em uma lista de 21 projetos pré-selecionados pela chamada Resgatando a História 2021, que é uma parceria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) com a iniciativa privada. 

Os recursos do banco não são reembolsáveis, ou seja, não é um empréstimo, é um investimento. 

O plano é investir R$ 309,8 milhões em projetos de restauro e conservação. No caso de Mariana, o valor total do projeto é R$ 6,15 milhões e o BNDES vai aplicar 50%, R$ 2,02 milhões serão disponibilizados pelo Instituto Cultural Vale,  R$ 783,24 mil pela prefeitura de Mariana, que vai desenvolver o projeto em parceria com o Instituto Pedra que investirá R$ 267 mil.

O prédio principal do Museu, que fica nos fundos da Igreja São Francisco de Assis, já foi restaurado, agora será restaurado o casarão da Rua Direita onde será instalada a segunda unidade do Museu de Mariana  e envolverá a implantação de espaço para exposições, instalação de auditório, adequação do espaço para portadores de necessidades especiais e ações de prevenção e combate a incêndio

Investimento em turismo

Segundo fontes do BNDES, embora formalmente o fato de Mariana ter sido atingida pelo rompimento de uma barragem não impacte nos critérios de elegibilidade da proposta, a importância do patrimônio histórico da cidade e o impacto das intervenções na recuperação podem ter contribuído indiretamente para priorização do projeto pelos parceiros do Resgatando a História.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou