Ouça a rádio

Compartilhe

Haddad dever ser o nome do PT para 2022; político virá a Minas neste mês

Ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT) deve estar em Belo Horizonte nos dias 24 e 25 de fevereiro. O PT decidiu que ele será candidato à Presidência em 2022, caso a situação do ex-presidente Lula se mantenha na Justiça e ele ainda esteja inelegível.

Diante da decisão, Haddad passará os próximos dois anos viajando pelo Brasil, e começará por Minas Gerais. Na Região Metropolitana de Belo Horizonte, o petista se reunirá com a prefeita de Contagem, Marilia Campos (PT), e na capital mineira receberá os prefeitos eleitos de Teófilo Otoni, Daniel Sucupira (PT), e de Juiz de Fora, Margarida Salomão (PT). Também está previsto um almoço com a bancada de deputados estaduais. 

Começando por Minas

Segundo fontes do partido, o fato de Minas ser considerado uma síntese do Brasil e ser o segundo maior colégio eleitoral do país foram determinantes para que o estado fosse escolhido para o início da caravana petista.

O estado também interessa ao PT para alianças mais amplas, que não contemplem apenas a esquerda, para a corrida ao Governo de Minas em 2022, já que o partido ainda não decidiu se terá candidatura própria.

Por falar em 2022...

Embora pouco se fale nisso, o fechamento do acordo de cerca de R$ 37 bilhões do poder público com a Vale pode fortalecer eleitoralmente o governador de Minas, Romeu Zema (Novo), para 2022. Isso porque o estado, considerado quebrado, agora terá recursos para obras que são consideradas excelentes indicadores de capital político na disputa eleitoral.

Com mais entregas, Zema estaria aumentando, também, as chances de ser melhor avaliado e melhor votado nas próximas eleições.

Pacheco em Minas

Pela primeira vez como presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM) tem extensa agenda em Minas nesta sexta-feira (5). Além da entrevista coletiva na Assembleia Legislativa, ele se reúne com o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Minas Gerais (OAB-MG), Raimundo Cândido Júnior.

Um dos principais pleitos da OAB-MG é a criação do Tribunal Regional Federal da 6ª Região (TRF-6), que só precisa da autorização do Senado para sair do papel. Com o TRF-6, o tempo de tramitação de processos de Minas, que chega a 20 anos na Justiça Federal, deve reduzir drasticamente. 

Novo chefe da Polícia Civil

Nesta sexta-feira (5) foi anunciado o nome do novo chefe da Policia Civil de Minas Gerais: Joaquim Francisco Neto e Silva, que entra no lugar de Wagner Pinto. Como informamos na coluna, com apurações de bastidores, a troca estaria relacionada ao desejo do governo estadual de acelerar a saída do Detran-MG da administração da Polícia Civil.