Ouça a rádio

Compartilhe

Fusão do PSL com DEM está cada vez mais próxima; nova legenda terá maior bancada da Câmara

Acontece aqui em Brasilia, nesta quarta-feira (15), mais uma reunião pra tratar da fusão entre o DEM e PSL. A junção dos dois partidos vão sacudir o tabuleiro de xadrez da política. Isso porque, o novo partido formará a sigla com o maior número de parlamentares na Câmara dos Deputados. Hoje as duas maiores siglas são PT e PSL, com 53 parlamentares casa.

Maior bancada

Com a fusão de PSL e DEM, a nova sigla terá 81 deputados – 53 do PSL e 28 do DEM. Isso deve ocorrer, pelo menos, no primeiro momento. A tendência, pelo que circula nos bastidores, é que bolsonaristas mais ferrenhos deixem a legenda que, ao que tudo indica, será mais moderada e vai trabalhar para uma candidatura de terceira via em 2022, embora deva permanecer na base de Jair Bolsonaro, considerando ainda que o DEM é rachado entre parlamentares que votam e os que não costumam votar com o presidente. 

Pacheco

Neste cenário, existe a possibilidade de Rodrigo Pacheco (DEM), presidente do senado, ir para o PSD e se for candidato pelo partido de Kassab, ser apoiado pelo DEM. Aliás, ainda não se sabe se a legenda levará o nome do tradicional democratas ou do gigante (em número de parlamentares) PSL. Uma coisa é certa: é difícil imaginar Kim Kataguiri (DEM), que agora é oposição, e Eduardo Bolsonaro (PSL) no mesmo partido. 

Na próxima terça-feira (21), a executiva do DEM irá se reunir para deliberar sobre a fusão.

Instagram: @reporteredilenelopes
Twitter:@reporteredilene