Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Ex-governadores de Minas comemoram privatização do aeroporto da Pampulha

06/10/2021 às 10:16

A privatização do aeroporto da Pampulha repercutiu entre os mineiros em Brasilia, já que um senador e um deputado federal, ambos da atual legislatura, foram governadores de Minas Gerais. E os dois eram entusiastas da privatização da Pampulha e de Confins, que ocorreu em 2013, no governo da ex-presidente Dilma Rousseff.

Anastasia

O senador Antonio Anastasia (PSD) comemorou o fato de a empresa CCR, uma das administradoras do aeroporto em Confins, ter ganhado a licitação. Segundo ele, o planejamento aeroportuário do PSDB, partido ao qual ele pertencia, previa que a Pampulha fosse um terminal complementar a Confins e também o principal aeroporto de aviação executiva, de táxi aéreo, do Brasil. 
 

Aécio

 

Já o deputado federal tucano, Aécio Neves, disse aqui na capital federal que a concessão do aeroporto é parte de um planejamento que começou lá em 2005, quando ele era governador. Aécio comemorou o fato de que, com a vitória da CCR, não haverá concorrência entre Confins e Pampulha e, assim como Anastasia, cumprimentou o governo estadual. “Sob fortes críticas e incompreensões, transferimos 100% dos voos de longa distância para o Aeroporto Internacional de Confins, dentro de uma estratégia capaz de torná-lo um eficiente equipamento de infraestrutura para o nosso Estado. Esse plano se concretizou”, afirmou o parlamentar. 

Agenda de privatizações

Enquanto as privatizações que dependem da Assembleia estão travadas, como é o caso da Codemig e vai ser o caso da CEMIG, que enfrenta um questionamento, inclusive, em relação à função social da empresa, o governo tem levado adiante as privatizações e concessões que não dependem da Assembleia. Ele só deve desistir de entregar para a iniciativa privada os equipamentos que não oferecerem nenhum atrativo ou os que puderem abrigar, pelo menos até 2022, parceiros políticos, como é o caso da Cohab. Hoje, a Companhia de Habitação de Minas Gerais deve eleger nova diretoria. 

Acomodações políticas 

O governo aproveitou que estava insatisfeito com a condução da empresa feita por dois técnicos, dois Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGGS), para substituir a direção que agora vai abrigar na presidência um indicado do Avante, partido que inclusive é da base de Kalil (o que ainda não se sabe é se isso é um indicio de que Kalil possa perder mais aliados para a base de Zema) e o vice-presidente é do partido Novo, que vai ser candidato a deputado nas eleições do ano que vem. 

Próximas concessões

O mineirinho será leiloado no dia 2 de dezembro. O leilão dos primeiros blocos rodoviários, do Sul de Minas e do Triângulo, está marcado para 14 de janeiro.  E a Rodoviária de Belo Horizonte deverá ser leiloada em fevereiro, embora fontes do Estado considerem a possibilidade de que o leilão ocorra ainda em dezembro ou janeiro. O Rodoanel e o Metrô devem ser leiloados em março. 

Instagram: @reporteredilenelopes
Twitter: @reporteredilene

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Lateral de 22 anos está em BH para realizar exames médicos nas próximas horas

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    A vítima comia um sanduíche em casa com a namorada quando foi baleado duas vezes no peito

    Acessar Link