Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Em nova lista de vacinados, Estado confirma que haviam servidores em home office

18/03/2021 às 08:05

Com a escolha do presidente e do vice da CPI dos Fura-Fila, a Comissão Parlamentar de Inquérito da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) iniciou os trabalhos de apuração das duas listas de vacinados contra a covid-19 pela Secretaria de Estado de Saúde, sendo um levantamento com 828 nomes e o segundo com 1.852 imunizados.
 
A nova lista de servidores administrativos da Secretaria de Estado de Saúde traz, expressamente, os nomes de funcionários públicos que, segundo a própria lista, estão em home office. Ou seja, trabalhando de casa. 

Sobe para 2.860 o número de vacinados 

Com a nova lista de imunizados, sobe para 2.680 o número de casos que a Assembleia terá que investigar para conferir quem vacinou corretamente porque está na linha de frente e quem não deveria ter sido imunizado. 

Na nova lista, constam nomes de servidores das 27 regionais de saúde do Estado, abrangendo funcionários lotados em Alfenas, Barbacena, Cel Fabriciano, Diamantina, Divinópolis, Governador Valadares, Itabira, Ituiutaba, Itabira, Januária, Juiz de Fora, Leopoldina, Manhuaçu, Montes Claros, Passos, Patos de Minas, Pedra Azul, Pirapora, Ponte Nova, Pouso Alegre, São João Del Rey, Sete Lagoas, Teófilo Otoni, Ubá, Uberaba, Uberlândia, Unaí e Varginha.  

Home office 

Na nova lista, assinada eletronicamente pelo ex-secretário de Saúde Carlos Eduardo Amaral, que só foi enviada depois da saída dele, o próprio Estado informa que alguns dos servidores estavam em home office, vários deles na Superintendência de Uberlândia. 

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, a vacinação dos servidores da superintendência ocorreu conforme normas da prefeitura.  

Composição 

A composição da Comissão Parlamentar de Inquérito terá impacto direto no trabalho. São titulares Cassio Soares (PSD), Sávio Souza Cruz (MDB), Joao Vitor Xavier (Cidadania), Rafael Martins (PSD), Roberto Andrade (Avante), Noraldino Junior (PSC) e Ulysses Gomes (PT). São quatro deputados do bloco independente, dois do bloco de governo e um da oposição, o que pode dificultar a vida do governo de Minas. 

Os suplentes Carlos Pimenta (PDT), Sargento Rodrigues (PTB), Dr. Paulo (PATRI), Hely Tarquínio (PV), Guilherme da Cunha (Novo), Zé Guilherme (PP) e Cristiano da Silveira (PT).

Presidência 

A presidência ficou com o deputado João Vitor Xavier (Cidadania), o vice será o deputado Ulysses Gomes (PT) e o relator será o deputado Cássio Soares (PSD). 

Sem linchamento 

As listas com os nomes de todos os servidores vacinados estão sendo publicadas. O certo era que esses nomes e essas imunizações tivessem sido tornados públicos desde o início. 

Se isso tivesse sido feito, não haveria CPI e nem cobrança por parte da sociedade. Afinal: servidores públicos + dinheiro público = prestação de contas. Pelo menos, assim deveria ser. 

Mesmo que a quantidade de pessoas vacinadas e o fato de nem todas, a princípio, estarem na linha de frente, gere revolta, não há qualquer necessidade de hostilizar os vacinados. 

Digo isso porque muitos deles, de fato, estão na linha de frente. Já em relação aos que não estão, não cabe a nós fazermos justiça com as próprias mãos. A CPI vai investigar e, se houver irregularidades, esperamos que os responsáveis sejam punidos.

Instagram: @reporteredilenelopes

Twitter: @reporteredilene 
 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Município admite necessidade de aumentar número de leitos pediátricos #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Conteúdo publicitário Quer dar um toque especial naquele almoço de final de semana? A chef Clara Senra te ensina uma receita de strogonoff, mas um algo a mais!! Veja só! Quer...

    Acessar Link