Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Derrubada do voto impresso: "a derrota" que pode favorecer Bolsonaro 

11/08/2021 às 09:48

A derrubada do voto impresso segue sendo assunto aqui em Brasília. O que foi tratado como uma "derrota" para o presidente Jair Bolsonaro – já que a proposta não foi aprovada na Câmara – nos bastidores aqui da capital federal, a avaliação é que Bolsonaro venceu tanto no discurso quanto na estratégia de governar. 

A luta continua 

Isso porque, ao pautar esse assunto, ele acaba estimulando em muitos brasileiros a dúvida sobre a segurança das urnas eletrônicas. E mais, tendo sido derrotado, o presidente continua tendo motivo para brigar pela questão – o que ele não vai parar de fazer. 

Sem voto impresso, sem eleição 

A fala de Bolsonaro durante uma live de que sem voto impresso não vai haver eleição, para alguns parlamentares aqui em Brasília, faz mais sentido do que nunca. 

A suposta derrota é motivo para o presidente subir o tom; o que teria começado, na avaliação de muitos, antes mesmo da votação com o desfile dos tanques de guerra. 

Sem intervenção 

Eu acredito que não haja ameaça de intervenção militar como alguns acreditam, mas, por aqui, pessoas próximas do presidente afirmam que ele está convicto de que se manterá no poder com ou sem eleições. 

O que eu acho mesmo é que enquanto o principal debate do Brasil é o voto impresso ou voto auditável — que é o voto eletrônico, que será impresso e terá o comprovante guardado pela Justiça Eleitoral (não será levado por cada eleitor) — os parlamentares poderiam discutir a reforma administrativa, que eu acredito que não sairá como deveria antes da eleição; além da reforma tributária, que será debatida em etapas: a primeira delas será a desburocratização. 

Aprimorar o sistema de votação é correto 

Não tem nada de errado em querer aprimorar o sistema de urnas eletrônicas, que eu avalio como seguro, o que não pode é parar o Brasil por isso. 

O governo tem pautas positivas, mas precisa colocá-las em destaque

O Governo Federal liberou recursos para os estados durante a pandemia. Minas tem tido certa atenção, fruto de um trabalho dos senadores e deputados mineiros e do governo; mas o próprio governo precisa se concentrar em falar das coisas que alteram efetivamente o dia a dia e a vida da população de imediato.

Instagram: @reporteredilenelopes

Twitter: @reporteredilene

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Jogador de 20 anos tem multa avaliada em R$ 7 milhões para clubes brasileiros

    Acessar Link