Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Denúncias contra três deputados estaduais podem parar na Comissão de Ética da Assembleia

13/05/2021 às 04:30

A Comissão de Ética da Assembleia Legislativa, que teve a presidência escolhida cerca de dois meses depois das outras comissões da Casa, não tem reunião marcada ainda, o que só vai acontecer se tiver pauta para ser discutida. No entanto, deve começar a funcionar logo, logo. A chegada de denúncias contra deputados na ouvidoria da Casa motivou a movimentação para escolha do presidente, deputado Ulisses Gomes (PT), e do vice, deputado Hely Tarquínio (PV). 

Denúncias

Na ouvidoria, que é de responsabilidade do deputado Inácio Franco (PV), constam três denúncias: 1) contra o deputado Bartô (Novo) por causa da suspeita de abuso de autoridade em manifestação pró-Bolsonaro; 2) contra o deputado professor Irineu (PSL) por suspeita de furar a fila da vacinação contra a covid-19 em Betim; 3) contra o deputado Bruno Engler por ter chamado a operação no Jacarezinho de “faxina”. Contra o Coronel Sandro (PSL), que também fez um post com estas palavras, não há nenhuma denúncia.

Encaminhamento

O ouvidor, deputado Inácio Franco (PV), deve encaminhar as três denúncias para a Comissão de Ética, que vai avaliar até o final desta semana, no máximo até semana que vem. As punições vão de advertência até cassação. Nos bastidores, parlamentares com os quais conversamos não acreditam em cassação. Na prática, a Comissão deve ser mais um espaço de debate intenso entre lados opostos do que, de fato, uma instância punitiva. 

Rabo de foguete

A Comissão de Ética é permanente, mas faz nem parte das divisões que são feitas, no início de cada biênio, nas quais os blocos maiores têm prioridade nas escolhas das comissões. A Comissão de Ética, que normalmente ninguém quer, é quase toda formada por líderes, que acabam tendo que ficar com o “pepino” por causa da falta de interesse dos parlamentares em se colocar no lugar de julgar os colegas, o que só ocorre em casos extremos ou em momento de fortes atritos políticos no cenário polarizado. 

Candidato ao governo

Mudando de assunto, o presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), Julvan Lacerda, segundo o presidente do Diretório Estadual do MDB, Newton Cardoso Júnior, pode ser candidato ao Governo de Minas em 2022, conforme informamos em primeira mão. Entre a possibilidade, a concretização e as declarações dadas pelos partidos existem distâncias consideráveis. A ver. 

Instagram: @reporteredilenelopes
Twitter: @reporteredilene

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Pagamento será depositado diretamente na conta bancária informada na declaração. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Primeira-ministra destacou que "fase vermelha não é lockdown"

    Acessar Link