Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Dança das cadeiras: governo troca de vice-liderança na Assembleia, mas vaga permanece com o Novo 

10/09/2020 às 04:34

A deputada Laura Serrano (Novo) será a nova vice-líder de governo na Assembleia Legislativa. Ela entra no lugar de Guilherme da Cunha (Novo) que deixou o cargo. O anúncio foi feito por ele, em plenário, nesta quinta-feira. A saída foi oficialmente comunicada pelo deputado ao governador Romeu Zema (Novo) em um almoço na quarta-feira (9). A escolha do novo vice-líder, oficialmente, fica a cargo do líder de governo, no caso, o deputado Raul Belém (PSC), embora na prática a decisão seja tomada em conjunto com o executivo. No entanto, nós apuramos e informamos em primeira mão que a deputada Laura Serrano, também do Partido Novo, já esteja escolhida e ocupará a vaga.

Representação partidária 

Na Assembleia Legislativa, o partido que tem no mínimo cinco deputados forma uma bancada. Um bloco parlamentar é formado por, no mínimo, 16 deputados de vários partidos. Bancadas e blocos parlamentares têm líderes e vice-líderes. As representações partidárias com menos de cinco membros não podem indicar liderança. O líder é o porta-voz da bancada ou do bloco e articula com as demais lideranças, com o presidente da Assembleia e com a mesa diretora. Além dos blocos e das bancadas, a maioria, a minoria e o governo têm lideres e vice-líderes. O governo tem um líder e cinco vice-líderes na casa, Laura Serrano será a única mulher entre eles. A chegada dela para a composição ainda não foi comunicada oficialmente, a informação foi adiantada pela Rádio Itatiaia

Motivos da saída 

O deputado Guilherme da Cunha afirmou que decidiu entregar a vice-liderança para se dedicar mais à pauta prioritária do mandato que é a desburocratização, mas afirmou que permanece à disposição para defender as pautas propostas pelo governo de Minas e pelo partido Novo. O parlamentar também disse que não gostaria de permanecer no cargo para fazer o papel de vice-decorativo. Apesar de circular a informação de que seria uma vontade mútua nesse momento, tanto do governo quanto do parlamentar, de fazer essa alteração na vice-liderança, o deputado afirmou que a decisão foi dele.

Simpático e educado com os pares, o deputado também é citado por alguns colegas de parlamento como alguém que defende firmemente as posições, as vezes cedendo menos que as construções ou o consenso exigem, o que, de acordo com alguns, teria dificultado algumas articulações e o trânsito dele casa. No entanto, Guilherme foi elogiado pelo ex-líder de governo, deputado Luiz Humberto Carneiro, hoje durante a sessão plenária e também fez elogios e agradecimentos aos emedebistas Sávio Souza Cruz e Celise Laviola. Liderança de governo, que aliás, lá no começo, quando Zema assumiu, cogitou-se que poderia ser de Guilherme da Cunha, mas o fato de ele ser recém-chegado no parlamento e o cargo tradicionalmente, na casa, exigir, além de alto poder de articulação, experiência, acabou não contando a seu favor. 

 *As definições de palavras do dia a dia da política que citamos aqui você encontra no do ABC da Política, para consulta e compartilhamento, no Instagram @reporteredilenelopes.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    😷 Apesar da queda, dois dos três índices permanecem no vermelho #Itatiaia https://www.itatiaia.com.br/noticia/covid-19-todos-os-indices-que-monitoram-a-pandemia-registram-q...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Atenção! Trinta e cinco centros de internação pediátrica serão abertos na capital nesta quinta-feira (27) #Itatiaia https://www.itatiaia.com.br/noticia/kalil-anuncia-abertur...

    Acessar Link