Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Covid-19: número de mortos na periferia é maior que no restante de BH

03/12/2020 às 05:11

Os números mais recentes da covid-19 em Belo Horizonte podem apontar para uma triste realidade que não é só da capital e nem de Minas, mas do Brasil. Os dados mostram que os bairros com mais casos confirmados da doença são os mais populosos de BH, mas com o perfil de classe média, onde parte da população teria mais condições de testar ou mais acesso a serviços de saúde: Buritis, na região Oeste, com 834 casos, Sagrada Família, na Leste, com 560, e Castelo, na Pampulha, com 532.

Quando olhamos para o número de mortos, lidera a lista o Alto Vera Cruz, comunidade também populosa, na região Leste, com 32 mortes. Em seguida vêm o Lindéia, na região do Barreiro, com 29, e o Serra, na Centro-Sul, com 26. O que nos leva a refletir sobre a seguinte questão: 

Por que o local com mais mortes na cidade não está entre os lugares mais casos?

Claro que essa é uma questão que demandaria uma investigação mais científica, mas poderíamos elencar uma série de hipóteses. Dentre elas, a de que a população com renda mais baixa tem menos acesso aos exames e que acabaria testando principalmente quando o caso suspeito é grave, com internação, por exemplo, ou quando o paciente morre, já que nessas duas possibilidades a oferta de teste pelo sistema público de saúde é obrigatória.

O valor pago em farmácia e laboratório pelo teste RT-PCR, aquele que coleta material do nariz com o cotonete, é de R$ 240. Nem todo médico prescreve e nem todo convênio cobre. Mesmo assim, diante da dúvida, várias pessoas fazem o exame, pagando do próprio bolso, possibilidade que seria menor na periferia. Para refletir.

Quem testa e quem não testa na rede pública?

A coluna perguntou o seguinte às secretarias estadual e municipal de Saúde de BH:

1- Dos pacientes que são atendidos na rede pública com suspeita de covid-19, quais casos são testados? São todos os casos suspeitos, mesmo que com sintomas leves, ou são apenas casos de internação e óbito por suspeita da doença?
 
2- Todos os casos da estatística de confirmados e óbitos foram testados?

Minas

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) respondeu que desde 6 de outubro os critérios de testagem no estado foram ampliados e todas as pessoas que se enquadram na definição de caso suspeito de síndrome gripal causada pelo novo coronavírus, ou seja, os casos mais leves, passaram a ser testadas pelo método RT-PCR.

“Atualmente a REDECOVID realiza em média 1.933 exames por dia, sendo observado um incremento de 71,2% na média de testes realizados diariamente, em comparação com o mês anterior, que era de 1.129 exames. A SES-MG destaca que, com a ampliação dos critérios, as situações com indicação para coleta de amostra e testagem para covid-19 por RT PCR são:

UNIDADES SENTINELAS: serão testadas todas as amostras de pacientes com Síndrome Gripal (SG) e Síndrome Respiratória Aguda Grave Influenza (SRAG) provenientes de unidades sentinelas;

CASOS GRAVES E ÓBITOS: todos os casos de SRAG hospitalizados e todos os óbitos suspeitos continuam sendo testados;

CASOS LEVES (SÍNDROME GRIPAL): todo indivíduo que se enquadre na definição de caso suspeito de síndrome gripal causada pelo SARS-CoV-2 deverá ser testado. E também devem ser testados, por amostragem representativa (mínimo de 10% dos casos ou 3 coletas), nos surtos de SG em locais fechados (ex: asilos, hospitais, etc). Os contatos de casos confirmados em surtos, após avaliação e definição pelo CIEVS também serão testados em Minas Gerais.

Os critérios de testagem pela metodologia RT-PCR anteriores ao dia 6 de outubro eram direcionados aos seguintes públicos:

A) Amostras provenientes de unidades sentinelas de Síndrome Gripal (SG) e Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG);

B) TODOS os casos de SRAG hospitalizados;

C) TODOS os óbitos suspeitos;

D) Profissionais de saúde sintomáticos;

E) Profissionais de segurança pública sintomáticos;

F) Por amostragem representativa (mínimo de 10% dos casos ou 3 coletas), nos surtos de SG em locais fechados (ex: asilos, hospitais, etc);

G) Público privado de liberdade e adolescentes em cumprimento de medida restritiva ou privativa de liberdade, ambos sintomáticos;

H) Idosos com idade igual ou superior a 60 anos, sintomáticos; 

I) Pacientes com comorbidades, sintomáticos;

j) Populações ou grupos sociais de alta vulnerabilidade (indígenas, quilombolas, ciganos, circenses e população em condições de rua), sintomáticos.”

Belo Horizonte

“A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informa que os critérios para testes realizados pela Rede-SUS, assim como os segmentos da população constam na nota técnica 33, disponível para consulta no portal da PBH.

https://prefeitura.pbh.gov.br/sites/default/files/estrutura-de-governo/saude/2020/nota-tecnica-covid-19-n033_2020-diagnostico-laboratorial-convertido.pdf

A Secretaria Municipal de Saúde segue diretriz do Ministério da Saúde que atualizou os critérios para a investigação e confirmação de óbitos por Covid-19. Para a confirmação, todos os óbitos passam por minuciosa investigação clínica e epidemiológica, além de exames laboratoriais e de imagem. O total de casos notificados divulgados no Boletim Epidemiológico e Assistencial inclui casos confirmados e os casos ainda em investigação.”

Basicamente, a nota diz que os testes estão sendo ampliados, mas não são ofertados para todos, sendo que os pacientes sintoma´ticos sa~o caracterizados pelo menos por dois dos seguintes sintomas: febre (mesmo que referida), calafrios, dor de garganta, dor de cabec¸a, tosse, coriza e distu´rbios olfativos ou distu´rbios gustativos. Nesse caso, a coleta deve ser feita entre o terceiro e sétimo dia do ini´cio dos sintomas. Entre os grupos prioritários para os quais a oferta deve ser garantida estão profissionais de saúde e de segurança, população carcerária, pacientes com síndrome respiratória grave e mortos com suspeita da doença.

ABC da Política

As definições de palavras do dia a dia da política que citamos aqui você encontra no do ABC da Política, para consulta e compartilhamento no Instagram @reporteredilenelopes.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    🐔 Bilhetes contemplam os setores Amarelo Superior, Laranja Inferior e Laranja Superior: saiba como comprar #Itatiaia https://www.itatiaia.com.br/noticia/atletico-lanca-segu...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    TIRO DE META, COM EMERSON PANCIERI - 27/01/2022

    Acessar Link