Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Como serão usados recursos do acordo com a Vale?

03/02/2021 às 05:19

Depois de três meses de conciliação e uma prorrogação de prazo, até o dia 22 de fevereiro, o acordo das instituições do poder público como a Vale deve ser assinado nesta quinta-feira (4), às 9h, de acordo com Jarbas Soares Junior, procurador de Justiça de Minas Gerais, chefe do Ministério Público Estadual.

Ainda segundo ele, o acordo bilionário será o maior judicial da história de Minas. Conforme a Itatiaia informou em primeira mão, na última sexta-feira (29), a Vale fez uma proposta de cerca de R$ 37 bilhões. Do valor do acordo exato do acordo, que ainda não foi divulgado, serão descontados R$ 10 bilhões, que a Vale afirma que já destinou à reparação. 

Uma das condições para que o acordo fosse fechado, era a continuidade do pagamento do Auxilio Emergencial, por um dado período, para os atingidos já contemplados. No entanto, outras milhares ainda reivindicam reconhecimento como vitimas da tragédia afetadas ao longo do Paraopeba, essas não fazem parte do acordo.

Com dinheiro em caixa, o estado planeja viabilizar diversas obras, ao longo da Bacia do Paraopeba, dentre elas obras viárias. Há quem defenda que, com o remanejamento desses recursos que vão aliviar os cofres públicos, o estado deva investir em ampliação da vacinação, pagamento do 13º para os servidores e regularização dos salários do funcionalismo, que seguem parcelados. 

Pane

Por falar em Tribunal de Justiça, o Sistema de Processo Judicial Eletrônico do Tribunal de Justiça de Minas Gerais chegou a ficar indisponível durante a semana, mas agora está funcionando normalmente, segundo a instituição de Justiça. A informação sobre a ocorrência de instabilidade, solicitada pela Rádio Itatiaia, foi confirmada oficialmente.

No entanto, o Tribunal negou que tenha sido alvo de um ataque de hackres ou de qualquer incidente de segurança. Em nota oficial, o órgão respondeu que a indisponibilidade foi provocada pela execução dos excessivos procedimentos de carga e indexação de documentos. 

Atualmente, o processo judicial eletrônico possui mais de 147 milhões de documentos armazenados, sendo que Minas tem o maior volume dentre os Tribunais Estaduais que possuem sistema eletrônico no país. Segundo a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, o sistema de processo eletrônico está funcionando normalmente instalado.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Pais revelam alívio pela imunização e segurança na eficácia das vacinas

    Acessar Link