Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Política

Brasil tem mais de 10 presidenciáveis: entenda o que muda com a chegada de Pacheco

28/10/2021 às 09:15
Brasil tem mais de 10 presidenciáveis: entenda o que muda com a chegada de Pacheco

A filiação do senador Rodrigo Pacheco, ao PSD, contou com a presença de representantes de outras legendas, como o DEM que se fundiu com o PSL e vai dar origem ao União Brasil e o PSDB, que teve Paulo Abi-Ackel, responsável pela legenda em Minas Gerais, representando o PSDB nacional. Nomes importantes do DEM, como Davi Alcolumbre, ex-presidente do Congresso Nacional, e o deputado federal mineiro Bilac Pinto também participaram. As presenças indicam não apenas o apreço dessas figuras por Pacheco, mas uma identidade e uma possibilidade de futuras alianças.

PSDB

O PSDB vai decidir entre o governador de São Paulo, João Dória, e o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, mas Paulo Abi-Ackel já disse, em entrevista à Itatiaia, que o partido não descarta a composição em torno do nome de terceira via que se tornar mais competitivo. 

União Brasil

O União Brasil, que é a fusão do PSL com o DEM, é o fiel da balança, aquele partido que faz a diferença porque será o maior, o mais rico e o que tem maior tempo de televisão na campanha.  E, por isso, passa a ser muito cobiçado. Antes esse era o papel do MDB, que é menos ideológico que o União Brasil, que deve ser mais liberal. 

Não tendo candidato próprio, o União Brasil passa a ser cobiçado para alianças. Por enquanto, os nomes elencados dentro da legenda são do apresentador Datena e do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta. Nos bastidores a conversa é de que devem disputar o senado e não a presidência da república. Muitos integrantes da legenda defendem uma aliança com o PSD e o apoio a Pacheco.

Ciro

O PDT tem Ciro Gomes, que briga com Lula e Bolsonaro, está de olho em uma aliança com o União Brasil, mas pode cair em um limbo eleitoral, porque está sem apoio da esquerda e concorre com muitos outros pré-candidatos que disputam um lugar ao centro.

Moro

O ex- Juiz Sérgio Moro deve se filiar ao Podemos, mas é odiado pela esquerda e odiado por parte da direita, principalmente por bolsonaritas, depois que rompeu com o presidente. 

MDB

O MDB tem o nome da senadora Simone Tebet, mas historicamente não investe em candidaturas próprias no cenário nacional se disponibilizando sempre para alianças e pro lugar do vice. O MDB diminuiu bastante nos últimos anos, embora continue sendo cobiçado pela direita e pela esquerda, até porque muda de posição no cenário eleitoral com bastante facilidade. 

Novo e Cidadania

Luiz Felipe D’ávila que pode ser candidato do Novo e o senador Alessandro Viera pode ser candidato pelo Cidadania

11 pré-candidatos

Lula e Bolsonaro estão nos extremos dessa linha de presidenciáveis, que parecer tem mais de 10 concorrentes, mas, na verdade, poucos terão chances reais. Fora da polarização, ganha a briga aquele que conquistar um percentual importante dos 45% que não querem nem Lula e nem Bolsonaro e ontem. No evento de filiação de Pacheco, algumas fontes, inclusive de outros partidos, disseram acreditar que ele é esse nome. 

 

Instagram: @reporteredilenelopes
Twitter:@reporteredilene

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Números se tornam expressivos por causa da grande transmissibilidade da variante ômicron, que é mais contagiosa #Itatiaia https://www.itatiaia.com.br/noticia/fiocruz-aponta-...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    A cantora disse que a produção escolheu os participantes 'mais leves', já que o BBB21 foi alvo de críticas pelo 'clima pesado' #Itatiaia https://www.itatiaia.com.br/noticia/...

    Acessar Link