Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Bolsonaro e Zema: em uma semana, dois ministros visitam Minas

05/10/2020 às 05:41

A relação entre o Governo de Minas e o governo federal parece estar mesmo melhorando. Em menos de uma semana, temos mais um ministro em Belo Horizonte em agenda com o governador Romeu Zema (Novo). Na semana passada foi o da Cidadania, Onyx Lorenzoni, que veio anunciar recursos para um programa de agricultura familiar. Desta vez, o da Saúde, Eduardo Pazuello, que nesta segunda-feira visitou o Laboratório Central de Saúde Pública de Minas Gerais, na Fundação Ezequiel Dias (Funed).

Essa melhoria de relação envolve múltiplos fatores. Dentre eles, a relação da bancada federal mineira com o presidente e os planos do governo estadual para estatais mineiras.

Planos para a Funed

Em agosto, trouxemos com exclusividade a informação de que Governo de Minas pretende transformar a Funed, uma instituição de pesquisa em saúde e que desenvolve, por exemplo, soros e vacinas, em um Centro de Enfrentamento a Calamidades, de acordo com fontes do Governo de Minas.

A inspiração, embora seja um sonho alto, é o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), um dos principais centros de controle de doenças do mundo, em Atlanta, nos Estados Unidos.

Tudo que é feito pela fundação atualmente será mantido, mas a Funed deve ficar responsável pela adoção das estratégias de combate a doenças infectocontagiosas. Toda resposta para tratamento e controle de enfermidades que não são crônicas, como a dengue e a febre amarela, ficará a cargo da instituição. 

Conforme apurado com exclusividade pela Itatiaia, deve ser transferido para a Funed o Hospital Eduardo de Menezes, no bairro Bonsucesso, na região do Barreiro, em BH, que está na estrutura da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig). Segundo fontes do governo, a mudança vem como um dos aprendizados gerados pela pandemia de covid-19. Além da alteração de competências, deve ocorrer também uma ampliação do orçamento da fundação.

Politização de protestos

Trabalhadores da área de eventos realiza um grande protesto no Centro de Belo Horizonte na tarde desta segunda-feira. Por causa da pandemia, o setor estima ter 180 mil pessoas sem atuar há meio ano na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Na sexta-feira (2), quando descobrimos a mobilização e trouxemos esse assunto, a organização afirmou que não haveria manifestações políticas, que não há motivações políticas na iniciativa e que o ato reflete o drama vivido pelo setor. No entanto, dois dos candidatos à Prefeitura de BH confirmaram em suas agendas oficiais que estarão no protesto.

Como qualquer cidadão, eles são livres para manifestar, mas é inegável a carga de politização que o ato ganha com a presença de postulantes ao cargo. Os organizadores garantem não haver alinhamento com os candidatos sobre a participação deles na manifestação.

Agendas dos candidatos

Aliás, as agendas dos concorrentes à prefeitura são um caso à parte. Todos os dias eles divulgam os compromissos oficiais, que replicamos, resumidamente, na imprensa.

Outro dia, um deles virou notícia ao divulgar entre os afazeres a faxina na casa com a esposa. Tem candidato também que diariamente coloca os nomes dos candidatos a vereador com os quais se reunirá.

Nós, claro, não replicamos os nomes desses postulantes à Câmara Municipal, já que cada partido pode ter 62 deles e são 33 legendas. Seria impossível garantir espaço igual a todos, o que fazemos com os candidatos a prefeito, que são 15. No entanto, cada chapa lança mão de uma estratégia de comunicação para garantir espaço aos seus. É o famoso “vai que cola”. 

Horário eleitoral gratuito

O horário eleitoral gratuito, no rádio e na TV, começa na próxima sexta-feira (9) e vai até 12 de novembro, uma quinta-feira antes da eleição, marcada para 15 de novembro. Nas cidades que tiverem segundo turno, as propagandas gratuitas serão de 20 a 27 de novembro. Os candidatos a prefeito que tenham coligações maiores, ou seja, mais apoios de outros partidos, têm mais tempo.

O horário eleitoral gratuito é um espaço reservado pela lei nas emissoras de rádio e TV para que os políticos que pleiteiam cargos eletivos possam apresentar suas propostas. E aí? Quem tá com saudade do horário eleitoral? Tem uma enquete lá no meu Instagram, o @reporteredilenelopes. As opções são:  "tô morrendo de saudade" e "credo, que trem chato, Deus me dibre".

*As definições de palavras do dia a dia da política que citamos aqui você encontra no do ABC da Política, para consulta e compartilhamento no Instagram @reporteredilenelopes.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    🐔 Bilhetes contemplam os setores Amarelo Superior, Laranja Inferior e Laranja Superior: saiba como comprar #Itatiaia https://www.itatiaia.com.br/noticia/atletico-lanca-segu...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    TIRO DE META, COM EMERSON PANCIERI - 27/01/2022

    Acessar Link