Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Bancada mineira vai discutir pressão de sindicatos contra a reforma

17/08/2021 às 02:49

A quarta-feira (18) promete aqui em Brasília. Amanhã, haverá protesto e greve geral dos servidores públicos aqui na capital federal, como ocorrerá em várias cidades em todo o Brasil. E os sindicatos estão pegando pesado com os parlamentares. 

Amanhã, inclusive, a bancada de deputados federais mineiros se reúne para discutir como tratar o assunto e as repercussões.

Vários sindicatos se reuniram em Minas Gerais e estão publicando outdoors com nomes de deputados que são a favor da reforma administrativa e escrevendo que eles são inimigos do povo. Isso tem dado muito problema, e tem parlamentar que até já acionou a Justiça. 

Adiamento

O senador Carlos Viana (PSD) disse ontem (16) no Abrindo o Jogo que acredita que a reforma administrativa não saía antes da eleição, justamente por causa dessas pressões. E eu acredito que corre esse risco, porque esse debate vai desgastar muito os parlamentares e, certamente, prevendo os danos políticos, vários podem querer o adiamento da discussão ou a promoção de muitas mudanças no texto.

Eficiência, estrutura e qualidade

Sobre a reforma administrativa uma coisa é fato: o Estado precisa se modernizar, precisa ser mais eficiente, precisa ter controle de qualidade e produção, e os privilégios que colocam uma elite pequena de servidores fora da realidade do restante e fora da realidade da iniciativa privada também precisam ser debatidos e revistos. Aqui eu não estou falando de direitos que os servidores já têm, mas de previsões para novos concursos que sejam mais justos até para o próprio funcionalismo como um todo. Os privilégios de várias categorias, e quando eu falo de privilégios falo de excessos mesmo – bolsa isso, bolsa aquilo - eu duvido que vão ser cortados. 

Interesse de todos

Sobre a cobrança dos sindicatos, os trabalhadores precisam debater com os parlamentares de fato, e isso não interessa apenas aos servidores, interessa a todos nós que somos atendidos por eles e que pagamos por esse trabalho com nossas contribuições.  

Cobrar de acordo com o compromisso

Agora o critério pra cobrança deve ser claro:  na minha avaliação, tem que cobrar de acordo com o compromisso feito pelo parlamentar na campanha. Eu acredito que essa questão vai culminar em mais processos judiciais ainda, e é perigoso sair sentença desses processos e não sair reforma administrativa

Instagram: @reporteredilenelopes

Twitter:@reporteredilene

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Pagamento será depositado diretamente na conta bancária informada na declaração. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Primeira-ministra destacou que "fase vermelha não é lockdown"

    Acessar Link