Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Assembleia Legislativa de Minas pode ter novo deputado em janeiro

17/11/2020 às 06:08

Dependendo o resultado do segundo turno das eleições em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) pode ter um novato entre os 77 deputados estaduais em janeiro.

Dos nove parlamentares estaduais que se candidataram a prefeituras em Minas, oito não se elegeram. Três concorreram em Belo Horizonte: Bruno Engler (PRTB), João Vítor Xavier (Cidadania) e Professor Wendel Mesquita (Solidariedade). O candidato à reeleição, Alexandre Kalil (PSD), teve 784.307 votos (63,36%) e venceu em primeiro turno.

A deputada Leninha (PT) concorreu em Montes Claros, no Norte de Minas, e teve 5,13% dos votos válidos. Venceu a disputa o candidato Humberto Souto (Cidadania), com 177.592 votos (85,24%).

Em Sete Lagoas, na região Central do estado, o deputado Douglas Melo (MDB) recebeu 29,88% dos votos válidos. Duílio de Castro (Patri) levou a melhor, com 60.240 votos (54,9%).

2º turno com deputado

Em Contagem, a deputada estadual Marília Campos (PT) obteve 118.955 votos (41,83%) e disputará o segundo turno com Felipe Saliba (DEM), que recebeu 52.371 (18,42%). Caso a parlamentar seja eleita mais uma vez prefeita de Contagem, ela deixa o mandato na ALMG no ano que vem. Quem assume é o suplente, Bernardo Mucida (PSB), ex-vereador por Itabira, na região Central de Minas, e que desistiu de disputar a prefeitura da cidade neste ano. 

Última vez

A eleição de 2018 foi a última em que era permitida coligação partidária para disputar o Parlamento. Neste ano, começou a valer a proibição, estabelecida por mudança constitucional em 2017, para tentar diminuir o acesso dos pequenos partidos ao Legislativo.

Para tentar sobreviver, em 2020 os partidos menores, com poucas ou nenhuma cadeira nas câmaras municipais, apostaram em candidaturas próprias para as prefeituras, substituindo a figura do “puxador de votos”. Situação que pode ocorrer também na eleição para governador, com um número grande de candidatos em 2022.

Antes da mudança, normalmente puxavam votos os candidatos ao Parlamento mais conhecidos de partidos maiores, que garantiam vagas das coligações para partidos menos.

Sem deputado

Em Juiz de Fora, na Zona da Mata, também haverá segundo turno, mas a deputada estadual Delegada Sheila (PSL) recebeu 10,04% dos votos válidos e não estará. Permanecem na disputa Margarida Salomão (PT) e Wilson Rezato (PSB), que no primeiro turno tiveram 102.489 (39,46%) e 59.633 votos (22,96%), respectivamente.

Em Uberaba, no Triângulo Mineiro, o deputado estadual Heli Grilo (PSL) obteve 19,09% dos votos válidos. Concorrem no segundo turno Elisa Araújo (Solidariedade) e Tony Carlos (PTB), que receberam, respectivamente, 54.581 (36,25%) e 37.625 (24,99%) votos. 

ABC da Política

As definições de palavras do dia a dia da política que citamos aqui você encontra no do ABC da Política, para consulta e compartilhamento no Instagram @reporteredilenelopes.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    No Dia Nacional da Visibilidade Trans, Letícia Imperatriz, mulher trans, diz que ainda há muito o que melhorar #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Município admite necessidade de aumentar número de leitos pediátricos #itatiaia

    Acessar Link