Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Servidores acusam hospital de exigir entrega presencial de atestado em casos de suspeita de Covid

Administração do Risoleta Neves afirma que orientações específicas estão no "Fluxo de Atendimento"

14/01/2022 às 04:57
Servidores acusam hospital de exigir entrega presencial de atestado em casos de suspeita de Covid

Uma portaria publicada pelo Hospital Risoleta Neves, localizado na região de Venda Nova em Belo Horizonte, causou mal-estar na equipe. A coluna teve acesso ao documento publicado na última quinta-feira (13). O parágrafo primerio do artigo 2º diz o seguinte:

“Os atestados deverão ser entregues pelo trabalhador ou representante, exceto nos casos de suspeita de Covid, quando somente o próprio trabalhador deverá entregar o atestado pessoalmente no SESMT”.

Procurado, o hospital respondeu, por meio da assessoria, que a portaria, assinada pela diretoria geral, aponta que os funcionários devem seguir orientações do “Fluxo de Atendimento ao trabalhador em casos suspeitos de Covid” e que o afastamento poderá ser cumprido apenas mediante apresentação do pedido de exame. Os trabalhadores que fizerem testes fora do Risoleta Neves, segundo a assessoria, podem encaminhar a documentação por e-mail, mas a unidade disponibiliza atendimento presencial e realização de exame. De acordo com o hospital, é essa presença para a realização de teste que é citada pela portaria, embora o texto diga claramente que “os atestados devem ser entregues pelo trabalhador”.

Fontes do hospital admitiram que o trecho provoca dupla interpretação e que deve ser alterado. Questionado sobre se a instituição mudou de ideia sobre a presença depois que a coluna recebeu as denúncias e cobrou um posicionamento, a resposta foi que a presença do trabalhador é prevista para casos em que ele opte por fazer o exame no hospital.

Leia a nota na íntegra:

“Ontem (13/01/2022), houve uma reunião com as lideranças do Hospital e, após esse alinhamento, publicamos um novo fluxo de atendimento ao trabalhador em casos suspeitos de covid-19. Envio para seu conhecimento.

Nele orientamos que o trabalhador com sintomas gripais e/ou respiratórios procure atendimento médico e faça o exame de covid-19. O profissional tem a opção de buscar esse atendimento no próprio Risoleta (gratuitamente) ou em um Pronto Atendimento externo.

Se o trabalhador tiver feito atendimento médico externo, com pedido de teste, poderá encaminhar todas as informações por e-mail, não precisa vir pessoalmente.

Orientamos a vir presencialmente apenas o trabalhador que não realizar a testagem externamente porque, nesse caso, iremos entregar-lhe um protocolo para que faça o exame sem custo nas dependências do Risoleta – no CECOVID, um espaço exclusivo para atendimento a pessoas com sintomas gripais e/ou respiratórios com fluxo totalmente separado dos demais perfis de atendimento, justamente para evitar contaminação.”

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Especialista aponta que vistorias e análises em áreas turísticas podem mostrar processos de desgaste natural dos terrenos

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O prêmio de R$ 1,5 milhão não é reajustado há 12 anos pelo programa

    Acessar Link