Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Prefeito de Betim deve renunciar em abril para disputar o governo de Minas

A decisão sobre a escolha do partido deve ocorrer logo depois do carnaval

24/02/2022 às 04:55


O prefeito de Betim, Vittório Medioli (sem partido) deve renunciar ao cargo no início de abril, segundo conversas de bastidores nos corredores de Brasília, para se candidatar ao Governo de Minas. A vice, Cleusa Lara (UB), deve assumir o comando da cidade. Existe a possibilidade do prefeito ir para o União Brasil, maior e mais rico partido brasileiro, resultado da fusão do DEM com o PSL. As conversas com as lideranças da legenda já começaram. Outra possibilidade é a filiação ao Podemos. A aliança em torno da candidatura também pode envolver o Republicanos e o Solidariedade. Medioli trabalha para ser um candidato de terceira via e, por enquanto, não articula apoio nem de Lula e nem de Bolsonaro. Na semana que vem, ele virá à Brasília para mais conversas sobre as eleições. A definição sobre o novo partido deve vir logo após o feriado de carnaval. O prefeito de Betim ainda não confirma a data da renúncia.

Pesquisa inédita do Instituto Ver, encomendada pela Rádio Itatiaia, mostra, na pergunta estimulada, Romeu Zema (Novo) com 41%, Alexandre Kalil (PSD) com 20, Carlos Viana (MDB) -  com 3%, Vittorio Medioli (sem partido) com 3% e Daniel Sucupira (PT) com 2%. Ao todo, 71% dos entrevistados disseram não conhecer Medioli o suficiente, o que significa que ele tem esse espaço pra crescer. 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou